Por pbagora.com.br

Após ter anunciado que marcharia com o PCdoB na disputa pela prefeitura de Campina Grande, apoiando a pré-candidatura do deputado Inácio Falcão à sucessão municipal já no primeiro turno do pleito, a executiva municipal do PT na cidade voltou atrás e decidiu reavaliar a decisão.

Segundo a direção da sigla, não houve consenso junto à direção nacional no tocante a possibilidade de haver candidatura própria do partido, na cidade, que é o segundo maior colégio eleitoral do Estado. É que uma resolução prevê que a executiva nacional deve homologar decisões sobre a candidatura própria nas capitais e nas cidades com mais de 200 mil habitantes, como é o caso de Campina Grande.

Conforme prevê a resolução nacional, tais municípios devem lançar candidatura própria para a estratégia eleitoral da legenda, visando as eleições de 2022. Agora a sigla fará uma nova reunião, prevista para a próxima semana, para avaliar a possibilidade de lançar o professor Marcio Caniello, da UFCG, para majoritária.

Na semana passada, após a sigla ter se manifestado favorável à pré-candidatura de Falcão, o senador Veneziano (PSB) disse que acreditava na possibilidade de conquistar o apoio da sigla em um eventual segundo turno do pleito, em prol da candidatura da ex-secretária Ana Cláudia Vital do Rêgo, do Podemos.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sede do Atlético de Cajazeiras registra princípio de incêndio

Um princípio de incêndio atingiu a cozinha da sede do Atlético de Cajazeiras, no final da manhã desta segunda-feira (28). De acordo com as informações o fogo foi causado após…

Presidente do TRE vê equação simples em grande número de candidaturas na PB

Uma equação simples. Foi assim que o presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, José Ricardo Porto, avaliou o grande volume de candidaturas registradas não só na Paraíba, mas em…