Por pbagora.com.br

EM ALTA: após ser reeleito corregedor do Senado, Vital é o mais cotado para assumir Ministério ocupado pelo PSB; paraibano já é nome de consenso

Após o PSB entregar todos os cargos no Governo Federal, foi dada a largada para que os postos vagos sejam ocupados por aliados de Dilma e, mais uma vez, um paraibano volta a entrar na bolsa de apostas para ocupar um cargo do primeiro escalão.

A coluna Painel, do Jornal Folha de São Paulo, de circulação nacional aponta o paraibano, senador Vital do Rêgo Filho (PMDB) como um nome de consenso para suceder comandar um Ministério antes ocupado por indicação do PSB – trata-se do Ministério da Integração, cargo que estava sendo ocupado por Fernando Bezerra Coelho (PSB).

De acordo com a nota, o presidente do Senado, Renan Calheiros, tenta emplacar outro nome, mas o paraibano Vital do Rêgo, que recentemente foi reeleito corregedor do Senado, é o mais cotado para o posto, sendo inclusive, conforme a nota, um nome de consenso.

 

O prestígio do senador Vital do Rego Filho (PMDB), presidente da CCJ- Comissão de Constituição, Redação e Justiça e corregedor do Senado Federal é grande junto ao Governo e seu nome está cotado para assumir um ministério, vaga que o PMDB tem reivindicado há muito tempo.

 

Com a saída de Vital, o novo senador da Paraíba seria seu suplente Raimundo Lira (PMDB) e a cidade de Campina Grande teria dois ministros, Aguinaldo Ribeiro (PP), Ministros das Cidades e Vital da Integração Social.

Estratégico para Paraíba, o Mnistério da Integração é de extrema importância ao Estado, pois dele depende a conclusão das obras da transposição do Rio São Francisco , nos dois eixos: o de Monteiro e o de Cajazeiras. Além disso, acompanha o andamento das obras do Programa de Adutoras, parceria entre o Governo do Estado e o Governo Federal. Cabe a ele, a análise de uma reivindicação das lideranças políticas da Paraíba para implantação de um terceiro eixo do canal de transposição do Rio São Francisco, com a chegada da água pelo Vale do Piancó.

 

NOTA PAINEL DA FOLHA


"A corrida pela pasta da Integração Nacional rachou o PMDB. Renan Calheiros (AL) quer emplacar Luciano Barbosa, ex-prefeito de Arapiraca. O nome é rechaçado pela bancada da Câmara e por senadores incomodados com o apetite do presidente da Casa. Deputados fizeram chegar ao vice-presidente Michel Temer que, se Renan indicar o ministro sem o aval do resto da sigla, haverá "guerra" na Câmara. Querem um nome consensual no Congresso, como o senador Vital do Rêgo (PB).

 

Vanessa de Melo com informações de Henrique Lima e Folha

PB Agora

Notícias relacionadas

João Azevêdo avalia como positiva candidatura de Huck à presidência em 2022

O governador João Azevêdo comentou na tarde desta segunda-feira (19) durante entrevista à Rádio Arapuan FM, o aceno que o presidente do Cidadania, fez à candidatura do comunicador Luciano Huck…

Condenações de Lula anuladas: “Decisões jurídicas devem ser respeitadas”, diz tucano da PB

Opositores e aliados de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) repercutiram o recente julgamento no STF (Supremo Tribunal Federal) que confirmou, por 8 votos a 3, a anulação de todas…