O PSB na Paraíba agora enfrenta mais uma polêmica que terá que administrar. É que após a renúncia de mais da metade dos integrantes do diretório socialista da Capital paraibana, a possibilidade de autodissolução, assim como ocorreu com o diretório estadual, passa a ser um tema cogitado dentro da sigla. Há quem concorde e há quem discorde.

A polêmica pautou na manhã desta terça-feira (01) os assuntos dos vereadores da sigla na CMJP.

De acordo com a vereadora Sandra Marrocos, as renúncias não são suficientes para a dissolução.

“O PSB do município de João Pessoa não foi destituído, eu quero entender que essa não seja a vontade das pessoas, ele continua forte, ele continua firme sob o comando da deputada Estela” defendeu.

Já o colega Tibério Limeira, que foi um dos que entregou o posto que ocupava no diretório, disse que seguindo o preconizado pela direção nacional, com a saída dos membros o diretório de João Pessoa foi sim destituído.

“Levando em consideração a regra que o pessoal da alta intervenção democrática criou, eu acho que teria número suficiente para ser autodissolvido” declarou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado do PSD explica motivos para manter candidatura mesmo após Kassab ‘incendiar’ a base governista em CG

O deputado e vice-presidente estadual do PSD, Manoel Ludgério, reafirmou em entrevista a TV Itararé que mantem a sua candidatura a Prefeitura de Campina Grande, mesmo após as declarações do…

Disputa acirrada: enquete aponta RC e Cícero polarizando corrida rumo à PMJP

Com a data das eleições, apesar de terem sido adiadas, se aproximando, a rádio Arapuan FM decidiu fazer uma enquete com 100 ouvintes para saber qual a opinião do pessoense…