O PSB na Paraíba agora enfrenta mais uma polêmica que terá que administrar. É que após a renúncia de mais da metade dos integrantes do diretório socialista da Capital paraibana, a possibilidade de autodissolução, assim como ocorreu com o diretório estadual, passa a ser um tema cogitado dentro da sigla. Há quem concorde e há quem discorde.

A polêmica pautou na manhã desta terça-feira (01) os assuntos dos vereadores da sigla na CMJP.

De acordo com a vereadora Sandra Marrocos, as renúncias não são suficientes para a dissolução.

“O PSB do município de João Pessoa não foi destituído, eu quero entender que essa não seja a vontade das pessoas, ele continua forte, ele continua firme sob o comando da deputada Estela” defendeu.

Já o colega Tibério Limeira, que foi um dos que entregou o posto que ocupava no diretório, disse que seguindo o preconizado pela direção nacional, com a saída dos membros o diretório de João Pessoa foi sim destituído.

“Levando em consideração a regra que o pessoal da alta intervenção democrática criou, eu acho que teria número suficiente para ser autodissolvido” declarou.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TRF absolve vice prefeito Enivaldo Ribeiro em ação de improbidade

A 3ª turma do TRF da 5a Região , em julgamento ocorrido nesta quarta -feira , reformou sentença proferida pela 4a Vara Federal de Campina Grande, julgando improcedente ação de…

Julian ironiza facada de Bolsonaro e diz que partido virou máquina milionária

Um áudio vazado de uma reunião entre membros do PSL de Aracaju (SE) com a presença do vice-presidente nacional e presidente da sigla na PB o deputado federal Julian Lemos…