A Câmara de Vereadores de Campina Grande aprovou na manhã desta quarta-feira, 28, uma série de projetos do Executivo. Após a audiência, o vereador Olímpio Oliveira (MDB), em entrevista concedida à Rádio Caturité, afirmou que a bancada de oposição não faz partidarismo político e sempre aprovará aquilo que é bom para o município.

Dentre os 20 projetos aprovados pela CMCG, foram discutidos e aprovados a mudança da data-base dos agentes de saúde e a aprovação do novo cálculo atuarial do Ipsem.

“Tudo que é bom pra cidade a gente aprova, não fazemos proselitismo político. O primeiro projeto traz uma realidade da data-base para os agentes de saúde, totalmente dialogado com os funcionários e nós aprovamos. O outro é em relação ao Ipsem. Todos os anos essa casa aprova e avalia aquilo que a direção do Ipsem, juntamente com o Conselho Previdenciário, apresenta as normas em relação a saldo devedor, para garantir a aposentadoria dos servidores. Aprovado também”, explicou o vereador.

Além disso, Olímpio Oliveira ainda falou sobre uma emenda apresentada pela bancada de oposição, ao Projeto de Lei complementar 07/2019, que cria três cargos dentro da estrutura da Secretaria do Desenvolvimento Econômico.

“Eu conversava com o vereador Galego do Leite sobre a importância da gente preservar o servidor público, a hegemonia do servidor público. O projeto deixava em aberto que esses três cargos poderiam ser ocupados por indicação política. Nós mudamos e ficou a ocupação desses três cargos somente para o servidor público efetivo. Isso privilegia o servidor público e a promoção de quem trabalha”, afirmou.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino faz apelo ao MP por mais tempo para gestores extinguir lixões

Em recente entrevista à imprensa o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deputado Adriano Galdino (PSB), assumiu o apelo dos prefeitos do Litoral Norte do Estado, que alegando falta…

Vereadora acusa colega de desconhecer regimento da CMJP

Ao se unir a entidades LGBT e feministas a vereadora pessoense Sandra Marrocos (PSB), acusou a colega de parlamento vereadora Eliza Virgínia (PP), de desconhecer o regimento da casa ao…