Por pbagora.com.br

Após a notícia de que academia de jiu-jitsu do vereador pessoense Tarcísio Jardim (Patriota) foi interditada por violar a Medida Provisória 295/2021, do Governo do Estado, o parlamentar-mirim explicou, em nota, que não faz mais parte da administração da empresa. Porém, documentos revelam que a empresa continua em seu nome.

A MP determina que somente podem funcionar de 29 de março a 02 de abril atividades de saúde, segurança pública, administração penitenciária, alimentação, serviço funerário e outras definidas por decreto estadual como essenciais.

Os órgãos fiscalizadores, Procon, Vigilância Sanitária,  Secretaria Municipal do Meio Ambiente e a Guarda Municipal, detectaram indivíduos sem máscaras no interior da academia e a ausência de álcool gel à disposição dos alunos. Segundo as autoridades municipais, a situação é extremamente grave não só pela inobservância da lei, mas pela fato de que artes marciais são esportes de contato físico e a possibilidade de contágio é significativamente superior.

Nota do vereador

A CheckMat/Manaira que está sob a administração de Marcelo Soares e Endres Barbosa desde da data 01/01/2021, que nunca houve nenhum tipo de problema com a academia citada, vem mostrar que o fato do dia 29/03 foi um fato isolado. A academia está fechada desde o dia que o decreto Municipal e Estadual entrou em vigor, não está acontecendo treinos coletivos, e não descumprimos nenhuma norma de segurança.

No caso em questão estava acontecendo um treino particular, sem aglomeração, mesmo assim reconhecemos o nosso erro e estamos aqui para pedir as desculpas, e frisar que o fato não voltará a se repetir enquanto as medidas de restrição não forem flexibilizadas.

Notícias relacionadas

Covid-19: Geraldo ratifica agradecimento ao Governo Federal sobre insumos

“Estaria disposto a repetir o que eu disse”. A declaração é do secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, sobre o agradecimento público que fez ao governo federal no tocante…

Gestão Luciene de Fofinho comprou 12 mil testes para covid pelo triplo do preço

A gestão da prefeita de Bayeux Luciene de Fofinho (PDT) está mais uma vez no radar do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Desta vez, o órgão ministerial investiga a suspeita…