A Paraíba o tempo todo  |

Vereador cogita pedir instalação de CPI para investigar a FAP

 Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito instalada na Câmara Municipal de Campina Grande para apurar as denúncias do ex-tesoureiro da PMCG Rennan Trajano, o vereador Alexandre do Sindicato ((PHS), cogita pedir novamente instalação de CPI para investigar a FAP.

Em entrevista a Rádio Caturité AM, Alexandre lamentou as denúncias feitas contra a Fundação Assistencial da Paraíba sobre a venda de bolsas de sangue e hemoderivados.

 

Alexandre, que já propôs na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) quando a FAP anunciou o fechamento de uma ala de pediatria do hospital, ressaltou que com as denúncias o anima para propor novamente a abertura de um processo investigativo na Casa Félix Araújo.

 

– Reforça e me dá o ânimo novamente de cobrar na Câmara de Vereadores abertura de processo de investigação contra a FAP, visto estas denúncias. Não só são essas denúncias, tem outras denúncias que chegaram até nós desde quando começamos a cobrar providências quanto ao fechamento da ala de pediatra da FAP. Reconheço e volto a dizer: a nossa luta não é contra instituição FAP e essa deve ser preservada pelo serviço que presta. Agora, cobrar por bolsa de sangue isso é lamentável e exigimos da direção da FAP providências urgentes – disse.

 

O parlamentar informou que já foi protocolado na CMCG nesta quarta-feira, 11, um pedido de audiência pública convocando o Ministério Público, Hemocentro, FAP, Procuradoria da Saúde e Sindicato dos Médicos para saber se são verídicas as denúncias.

 

Outras Comissões – Ontem Alexandre do Sindicato informou a CPI do Tesoureiro conseguiu localizar o processo licitatório de número 004/2009 no valor de R$10 milhões, da PMCG, que foi ganho pela empresa JGR.

 

Em entrevista a Rádio Panorâmica FM, o vereador revelou que o documento está sendo averiguado e que é possível a criação de mais duas CPI s para investigar as outras empresas envolvidas nas denúncias.

 

PBAgora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe