Dos 71 integrantes do PMDB na Paraíba, aproximadamente 40 estiveram presentes na manhã deste sábado na sede do partido para votar e aclamar a indicação do governador José Maranhão para presidência da legenda. Um déficit de pouco mais de 30 correligionários, só que, deste montante, um político em especial foi lembrado por marcar a sua ausência no evento. Trata-se do prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rego.

De acordo com o governador José Maranhão, não há nada de estranho na ausência do correligionário. O peemedebista esclareceu que o prefeito de Campina Grande entrou em contato ainda esta manhã e justificou a ausência.

“A ausência do meu amigo Veneziano foi muito bem justificada, ele teve seus motivos, no entanto endossou a condução de Antônio de Sousa e também comunga com a unidade do partido”, disse.

O deputado federal Vital do Rego Filho também não compareceu ao evento. Apenas o sogro do parlamentar, deputado Ivaldo Morais representou a família campinense. O parlamentar aplaudiu a indicação do governador e também adiantou que não será contrário caso a recondução do ex-tesoureiro seja concretizada em setembro de 2009.

Em entrevista concedida ainda na sexta-feira (03), Veneziano aproveitou para dizer que endossa integralmente a indicação do contador Antônio Sousa como substituto de Maranhão no PMDB. E disse que a indicação do ex-tesoureiro, que nunca disputou um mandato eletivo, não diminui em nada o partido. “Toinho é um técnico excepcional e vai cuidar da parte administrativa. A parte política continuará sendo feita pelas lideranças do PMDB, em especial pelo próprio governador José Maranhão”, declarou.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente nacional do Podemos desmente mudanças no comando do partido na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana, a Presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu, desmentiu a especulação feita por um portal de que existiria alguma possibilidade de mudança no comando…

Cautelares impõem que Renan não poderá voltar à CMCG nem sair da cidade

A decisão de ontem (19) do juiz Vinícius Costa Vidor, da Justiça Federal na Paraíba (JFPB), impôs medidas cautelares ao vereador Renan Maracajá e o parlamentar não poderá exercer poderes…