Um em cada três líderes no Congresso é alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal (STF). Cobiçados pelos parlamentares por causa da visibilidade e do poder político, os gabinetes das lideranças abrigam, sem discriminação, deputados e senadores com pendências na Justiça.

 

Levantamento feito pelo Congresso em Foco revela que 11 dos 36 líderes com assento na Câmara ou no Senado respondem a procedimentos que vão de crime contra a administração pública e a ordem tributária a formação de quadrilha, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

 

último segundo

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino prega união no PSB, mas critica postura da nacional: “O presidente é um dos causadores dessa zuada na Paraíba”

O deputado estadual Adriano Galdino, do PSB, voltou a defender, nesta terça-feira (20), a união do PSB da Paraíba, mesmo após a dissolução da legenda, mas responsabilizou o presidente nacional…

PSB Nacional se exime de responsabilidade sobre impasse e esclarece que não houve intervenção

“Não agi direta ou indiretamente para que isso ocorresse”. A declaração é do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, ao negar, em entrevista nesta segunda-feira (19), a tese de intervenção…