Por pbagora.com.br

A ministra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Nancy Andrighi determinou a suspensão da divulgação dos resultados de pesquisa Vox Populi sobre as eleições presidenciais.

A enquete foi contestada pelo PSOL no tribunal porque o nome do candidato do partido à Presidência, Plínio de Arruda Sampaio, não consta da parte do questionário em que constam as respostas estimuladas.

Na ação, o PSOL afirma que, além de prejudicá-lo junto à opinião dos eleitores, a pesquisa fere o princípio constitucional da isonomia, além de dispositivos da Lei Eleitoral.

No parecer, a ministra nancy Andrighi diz que "o nome de todos aqueles que tenham solicitado registro de candidatura deverá constar das pesquisas realizadas mediante apresentação da relação de candidatos ao entrevistado".

A empresa responsável pela enquete, Vox Opinião Pesquisa e Projetos Ltda, tem 48 horas para apresentar defesa.

A pesquisa foi registrada no TSE sob o número 22955/2010.

Folha.com

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Xadrez político: bastidores apontam novo destino partidário para Veneziano

O senador Veneziano Vital do Rêgo é filiado ao PSB na Paraíba, mas, em breve, pode voar para outra freguesia. Apesar de especulações apontarem que ele estaria cotado para assumir…

João evita antecipar debate sobre 2022: “Foco é na gestão e no combate à Covid”

Em entrevista concedida nesta quinta-feira, o governador da Paraíba João Azevêdo evitou projetar ações políticas para 2022, quando haverá as próximas eleições, incluindo para o Govenro do Estado. Para João,…