Mais de um terço dos políticos julgados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por conta da aplicação da Lei da Ficha Limpa tiveram suas candidaturas liberadas. Após serem considerados "fichas-sujas" por TREs (Tribunais Regionais Eleitorais) estaduais, cerca de 200 candidatos recorreram ao TSE. Já houve decisões em 164 casos, com 59 julgamentos favoráveis aos políticos. Mas, faltando menos de uma semana para a diplomação dos eleitos, marcada para sexta-feira, ainda há mais de 70 casos de enquadrados na Ficha Limpa pendentes de decisão final pelo TSE. A liberação de candidaturas pela corte tem levado os TREs a realizar recontagens de votos nos últimos dias. Antes apontados como "fichas-sujas", os candidatos a deputado federal Beto Mansur (PP-SP), Augusto Maia (PTB-PE), Manoel Salviano (PSDB-CE), Eugênio Rabelo (PP-CE) reverteram as decisões e serão diplomados- Rabelo como suplente.

A maior parte dos candidatos vitoriosos no TSE foi beneficiada por um afrouxamento na aplicação da lei.

 

Folha de São Paulo

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: G11 se reaproxima de Azevêdo e projetos do governo tramitarão de forma mais célere na AL

O período momesco parece ter arrefecido os ânimos dos deputados estaduais que compõem o chamado G11, grupo de parlamentares com certa autonomia ao Palácio da Redenção, embora esteja no bloco…

Tucano quer garantir apoio para disputar PMCG no lugar de Tovar

A base política do prefeito Romero Rodrigues (PSD), deve mesmo marchar dividida na s eleições deste ano e ter mais de uma candidatura. O vereador licenciado e atual presidente da…