As eleições deste domingo começaram pontualmente às 8h sem a presença das Tropas Federais nas ruas. Isso não significa que o Exército esteja fora do plano de segurança empregado pela Justiça Eleitoral para garantir a segurança e a normalidade do pleito.

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) não solicitou o apoio das tropas federais para as eleições, mas apesar disso, o Exército estará de prontidão caso seja necessário dar suporte em alguma solicitação nas eleições deste domingo (7).

As tropas federais também estarão integradas ao Centro de Comando e Controle, instalado nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos. De acordo com o major Rafael Farias, do 1º grupamento de Engenharia e Construção, a medida vai reforçar a garantia do eleitor exercer seu direito ao voto de forma segura e sem perturbações.

Em Campina Grande, um Centro de Coordenação de Operações do Exército Brasileiro também foi instalado no Grupamento de Engenharia. O Centro funciona desde o fim do mês passado, e controla as atividades das tropas federais na Paraíba.

Além do Exército, estarão no Centro  as equipes das Polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal, além do Corpo de Bombeiros, da Secretaria de Segurança e Defesa Social.

 

Campina Grande contou com a presença de tropas federais nos anos de 2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014 e 2016, mas, de acordo com os magistrados, a campanha de 2018 não tem acirramento e as polícias trabalham com isenção e independência. Dessa forma, após uma reunião realizada com a Polícia Militar, os juízes optaram por retirar o pedido de tropas federais, que havia sido feito em maio deste ano, ao TRE-PB.

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Auxiliar nega articulação para disputa de CG: “Não foi discutido com governador”

O secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, voltou a negar, durante entrevista essa semana a existência de articulações envolvendo o nome dele para a disputa pela prefeitura…

Delegado Waldir recua e diz que irá ”pacificar” a bancada do PSL

Horas depois do vazamento de um áudio em que o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), ameaça “implodir” o presidente Jair Bolsonaro com a divulgação de informações comprometedoras,…