O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) reviu nesta sexta-feira (06) a cassação do vice-prefeito do município de Patos, Antonio Ivânio Ramalho de Lacerda, e aplicou-lhe uma multa de R$ 30 mil. Antonio Ivânia havia sido cassado em primeira instância, mas recorreu da sentença, através do advogado Delosmar Mendonça. O advogado adiantou que vai recorrer da decisão do TRE junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “A pena seria de inelegibilidade ou cassação, não sendo caso de multa. É descabível e o processo perdeu o objeto”, argumentou o Delosmar. A relatora do processo no Tribunal foi a juza federal Cristina Maria Costa Garcez.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…

Deputado explica motivos de críticas e nega afastamento político do prefeito Romero Rodrigues

Após formular críticas a gestão municipal por meio das redes sociais, o deputado federal Julian Lemos (PSL) afirmou que continua apoiando a administração do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues…