Por pbagora.com.br

O governador João Azevêdo (Cidadania) rebateu a acusação feita pela presidente Nacional do PT, Gleisi Hoffmann, de que o governo da Paraíba teria interferido, junto com a direita paraibana, para que a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) fosse prejudicada.

A declaração de Gleisi aconteceu após a Justiça decidir pela suspensão da intervenção do PT nacional no diretório de João Pessoa e determinar que os membros do diretório da sigla na capital paraibana retornem aos postos ocupados anteriormente à intervenção.

De acordo com João, as palavras de Gleisi demonstram não apenas desconhecimento da política local, mas uma tentativa de transferência de responsabilidade dos atos que taxou de truculentos, realizados pela sigla.

“Demonstra total desconhecimento sobre a política local. O governo jamais interferiu nem interferirá em decisões e postulações de outros partidos. Uma transferência de responsabilidade para justificar a truculência no trato com os próprios membros do seu partido” sentenciou o governador.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TRE-PB começa a preparar urnas eletrônicas para o segundo turno, em João Pessoa

A sete dias do segundo turno das eleições municipais em João Pessoa, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) começou a preparar urnas eletrônicas para o pleito. Dos 23 municípios paraibanos, João…

Juventude do PSDB anuncia apoio ao candidato Nilvan Ferreira

O candidato a prefeito de João Pessoa, Nilvan Ferreira (MDB) recebeu o apoio da Juventude do PSDB. O encontrou que aconteceu na noite deste domingo (22) reuniu os presidentes Estadual…