Nominando Diniz garante que TCE vai disponibilizar relatório completo sobre finanças do governo Maranhão III para comissão de transição

O Tribunal de Contas do Estado vai disponibilizar relatório completo e detalhado sobre as finanças do governo Maranhão III, incluindo fluxo de caixa, compromissos e folha de pessoal, para facilitar o trabalho da comissão de transição do novo governo.

 

A garantia foi dada na manhã desta segunda-feira pelo presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz, que hoje mesmo indica uma comissão de trabalho com funcionários do Tribunal para auxiliar na transição.

 

“Mudança de governo deve ser algo transparente porque se trata de coisa pública e não particular”, destacou Diniz, em entrevista ao blog.

 

Com as informações iniciais disponibilizadas pelo TCE vai ficar fácil saber quem estará com a verdade quanto à real situação sobre as finanças que Ricardo Coutinho vai encontrar quando assumir o governo.

 

Nominando Diniz acentuou que o TCE não divulgará os dados do relatório, que tem com base os dados da execução orçamentária mensal do governo. “Isso ficará a cargo da comissão de transição para evitarmos qualquer acusação de que o TCE estaria fazendo proselitismo político nesse processo de transição”, disse.

 

Os dados se referem a 2009 e a 2010. De toda forma, o TCE aprecia nesta quarta-feira a as contas do governo Maranhão III referentes ao exercício financeiro de 2009. Na sessão, que é pública, já dará para saber muita coisa sobre a “caixa preta” dos cofres públicos estaduais e de que como ele foi utilizado.

 

O relator é o conselheiro Arnóbio Viana.

 

Blog do Luís Tôrres
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lula pede que STF compartilhe as conversas da Vaza Jato

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentou nesta terça-feira (13) um habeas corpus para que o ministro do STF Alexandre de Moraes divulgue as conversas em…

Análise: PSB-PB terá comissão provisória nacional para “remediar” conflito interno

“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose”. Assim concluiu, certa vez, Paracels, médico e físico do século XVI. E a afirmação percorreu séculos de forma incólume,…