Por pbagora.com.br

Candidato ao governo do Estado pelo PSOL, Tárcio Teixeira, garantiu nesta segunda-feira em entrevista a CBN, que se for eleito, vai investir na abertura de casas de partos e na inclusão de doulas no quadro do estado para ampliar a rede de atendimento às gestantes. Durante a entrevista, ele destacou que as mulheres que construíram o plano de governo do partido buscaram alternativas ao modelo tradicional de atendimento.

“Nosso programa trata da necessidade de criar casas de parto, de forma que as mulheres escolham a forma do parto, trazer as doulas para o quadro, para que elas ajudem e dêem alternativas. Não vamos criar uma maternidade em cada cidade, vamos avançar na arrecadação do estado, para avançar no nosso plano de governo”, explicou o candidato.

Tárcio Teixeira ainda foi questionado sobre a formação de um eventual governo, sobre os servidores públicos codificados e terceirizados, concurso público, orçamento da UEPB, implantação do policiamento do campo, criação de programas que incentivem a agricultura familiar e o emprego na zona rural.

Questionado especificamente sobre se iria morar na Granja Santana caso fosse eleito, Tárcio Teixeira afirmou que não iria morar na residência oficial do governador, acrescentando que irá abrir mão do salário de governador.

“Não vou morar na Granja Santana, vou continuar morando no meu apartamento, não vou receber salário de governador, vou receber o salário de servidor público do Ministério Público que sou. Esse aspecto é importante. Não vai resolver o problema do orçamento, o salário e a Granja não vão, mas mostra que o fim dos privilégios tem que começar ‘dentro de casa”, explicou.

 

PB Agora

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Saiba quem receberá o FGTS pela Caixa nas suas contas ainda neste mês

A Caixa Econômica depositará ainda neste mês parte do resultado do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) do ano de 2019, no montante de R$ 7,5 bilhões, nas…

Deputado de oposição admite que bancada na ALPB ainda está ‘sem rumo’ desde a debandada de integrantes

O deputado estadual Cabo Gilberto (PSL), em entrevista a imprensa confirmou a crise em quem anda a bancada de oposição ao governador João Azevêdo (Cidadania) na Assembleia Legislativa da Paraíba,…