Por pbagora.com.br

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu um prazo de 15 dias para a Procuradoria-Geral da República (PGR) decidir se denuncia o presidente Michel Temer em investigação que apura se o emedebista recebeu vantagem indevida da Odrebecht.

A Polícia Federal concluiu na semana passada o relatório do inquérito. O documento aponta indícios de que o presidente recebeu R$ 1.438.000,00, por intermédio do coronel João Baptista Lima Filho. Segundo o relatório, os repasses foram solicitados por Moreira Franco a executivos da Odebrecht.

O relatório foi encaminhado pelo STF à procuradora-geral da República, Raquel Dodge. No prazo de 15 dias, Dodge decide se apresenta denúncia contra Temer, se pede o arquivamento do processo, ou se toma outras medidas.

 

Congresso em Foco

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Situação de Anísio Maia na disputa pela PMJP deve ser definida até dia 26

O destino do deputado estadual Anísio Maia na disputa pela prefeitura de João Pessoa deverá ser definida até o dia 26 de setembro, conforme projeção dada pelo juiz eleitoral Fábio…

Casas da Cidadania reabrem hoje (22) em João Pessoa; agendamento é online

O atendimento presencial nas Casas da Cidadania será retomado hoje (22), em João Pessoa. Estarão disponíveis os postos localizados nos shoppings em Tambiá e Manaíra. É necessário agendamento pelo site…