Por pbagora.com.br

Importante cidade do Sertão da Paraíba, Sousa promete ter uma eleição acirrada em 2016. O atual prefeito André Gadelha (PMDB-PB), terá que trabalhar muito até 2016 para se manter no cargo. Faltando menos de dois anos para o pleito, alguns pré-candidatos já surgem e começam a se articular para chegar ao poder na chamada Cidade Sorriso. Pelo menos três pré-candidaturas começam a colocar o "bloco na rua".

 

O ex-prefeito Fábio Tyrone (PSDB), vem costurando alianças com lideranças locais e garante que chegará forte em 2016.. Fábio espera contar com o apoio do governador Ricardo Coutinho (PSB), para reconquistar o comando político da cidade. Em recente visita ao Sertão, o governador deu a entender que vai mesmo trabalhar para consolidar a pré-candidatura a prefeito do Empresário Fábio Tyrone que nos próximos dias deverá se filiar o PSB.

 

“É uma forma de lealdade à candidatura (Tyrone) ao nosso Grupo, e ela se exprime hoje no nome de Fábio Tyrone por quem eu tenho um profundo respeito pela forma como ele governou esse município”, afirmou Ricardo Coutinho. Fábio também contará com o apoio do O secretário de Representação Institucional do governo do Estado em Brasília, Lindolfo Pires (DEM),que tem a sua base política no Sertão.

Além de Fábio Tyrone, pretendem disputar a prefeitura de Sousa, os empresários Zenildo Rodrigues e Carlinhos de Deodato, e Dr. Zé Célio de Figueiredo.

O empresário Carlos Estrela, “Bolinha” ligado ao empresário Zenildo Rodrigues de Oliveira, comentou o assunto indagando ao Governador se ele não sabia que Zenildo tinha também votado com ele para governador na campanha passada, inclusive com o apoio dos Venezianos.

Zenildo aliás, tem feito forte oposição a gestão peemedebista. Ele tem ocupado espaço na mídia para denunciar o abandono da saúde, educação e outros setores.
Dono do Grupo Pau Brasil que aglomera diversas empresas, empresário vem escutando da população nas suas visitas aos bairros, comunidades rurais, como a eventos da sociedade sousense de uma forma geral.

Para Zenildo o descaso urbano em Sousa representa um governo perdido na sua prática de gerir o erário público em prol da sociedade. Com o objetivo de identificar os obstáculos e as potencialidades da participação dos sousenses na gestão pública, o empresário vem nas suas visitas aos bairros, comunidades rurais, como a eventos da sociedade sousense escutando da população e o que ela realmente espera para o futuro da cidade.

Ele debate junto com a população os determinantes dessa participação, presentes tanto no interior da ação, seja ela nas escolas e creches que estão sucateadas, nas ruas sem calçamento, nos postos de saúde sem médicos e condições de trabalho, quanto na comunidade por ela servida.

Zenildo Oliveira destaca ainda que Sousa precisa de um gestor que escute os moradores dos bairros e os chame para participar ativamente das políticas públicas, pois são elas (comunidades) que conhecem os condicionantes culturais e os institucionais da sua cotidianidade.

 

 

Severino Lopes

PBAgora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Morre vítima da covid-19, Ivanes Lacerda, ex-prefeito interino de Patos

Faleceu na tarde desta segunda-feira (25), o ex-prefeito interino de Patos Ivanes Lacerda, 74 anos. O político não resistiu as complicações causadas pela covid-19. Lacerda estava internado em hospital particular…