“Estou desencantada com a postura de João Azevêdo e de muita gente que estava ao lado de Ricardo nessa construção”. A declaração é da vereadora Sandra Marrocos, do PSB, ao endurecer o tom do discurso sobre o impasse partidário dentro do jardim girassol, desde que o agora ex-presidente da sigla, Edvaldo Rosas (PSB) assumiu a titularidade da Secretaria do Gabinete Civil, atendendo a um convite do governador do Estado.

Segundo Sandra, o governador deve ter consciência que o governo não é apenas dele, mas, sobretudo, daqueles que ajudaram a construir o projeto.

“O que eu disse e reafirmo é que esse governo não é só dele. Esse governo é dele, é meu, é de quem construiu ao longo da sua história e é principalmente da população. Esse projeto é do PSB. Ricardo Coutinho não teve apenas um papel importante, mas um papel fundamental para eleição e para vitória de João Azevêdo. Tenho todo respeito pelo governador, é alguém que tecnicamente estava conosco nessa caminhada, mas ele nunca foi candidato a nada, e Ricardo, em um gesto de grandeza, que só as pessoas grandes que pensam coletivamente podem ter, retirou a candidatura dele para o Senado”, ressaltou.

Nos bastidores a informação é de que a vereadora Sandra deva trocar o PSB pelo Partido dos Trabalhadores e assim engrossar a bancada na Câmara Municipal da Capital, que atualmente conta apenas com um vereador titular – Marcos Henriques (PT).

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: após o Carnaval, a Paraíba será cenário de guerra política

A conclusão é óbvia. Após o período de Carnaval o clima de certa “afabilidade” entre deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores e o próprio governador João Azevêdo (Cidadania) será modificado drasticamente,…

Mesmo após fim de pensão, ex-governadores da PB continuam a receber

Em 2018, o Supremo Tribunal Federal (STF) decretou, em julgamento ocorrido, o fim do pagamento de pensões a ex-governadores e viúvas de ex-governadores da Paraíba. O benefício havia sido aprovado…