Por pbagora.com.br

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de João Pessoa (Sintem –JP), professor Daniel de Assis, informou em entrevista ao portal PB AGORA que entrará nesta segunda-feira (02), junto ao Ministério Público, com pedido de fiscalização do contrato entre a Prefeitura Municipal de João Pessoa e a empresa paulista SP Alimentação, vencedora da licitação para fornecimento da merenda escolar na Capital Paraibana. Além do pedido de fiscalização, Daniel de Assis informou que pedirá a utilização dos recursos advindos do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.

Segundo Daniel de Assis, além da investigação que será solicitada junto ao Ministério Público, todos os profissionais da educação no município irão fiscalizar e denunciar qualquer irregularidade ao sindicato da categoria e à imprensa.

Na última sexta- feira (13), foi realizada uma assembléia pelo Sintem – JP, onde ficou decidido encaminhar uma nota à prefeitura de João Pessoa cobrando suspensão do contrato com a SP Alimentação e o fim da terceirização dos serviços de merenda escolar adotada pela Secretaria de Educação do Município, para que as próprias escolas formem suas comissões de licitação.

A maior preocupação da categoria é com as centenas de demissões de merendeiras prestadoras de serviço que acontecerá, caso a decisão do prefeito permaneça na continuação do contrato com a SP Alimentação.

 

Thiago Moraes
PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jurídico do PT vai recorrer de pedido do MPE contra candidatura de Anísio

Em razão do pedido realizado pelo promotor eleitoral, Alexandre Varandas Paiva, feito à Justiça Eleitoral, o representante jurídico da Coligação PT e PCdoB ‘Unidos por João Pessoa’, Anselmo Castilho, afirma…

FAP recebe equipamentos e utensílios adquiridos com emenda de Veneziano

O Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP) recebeu, nesta semana, diversos equipamentos e utensílios para seu melhor funcionamento. Os recursos são oriundos de uma emenda de R$ 400 mil…