Por pbagora.com.br

O presidente do Sindicato dos Auditores de Contas da Paraíba (Sindicontas) mostrou-se surpreso com a informação de que o governador José Maranhão (PMDB) pediu de volta, da Assembléia Legislativa, as duas Propostas de Emenda Constitucional (PEC) que propõem a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios. “Sinceramente, não faço idéia dos motivos que levam o governador a assumir essa postura, mas vamos pedir uma audiência para reforçar nossa disposição inflexível contra o TCM”, informou Antonio Duarte ao PB Agora, nesta quinta-feira (2).

O ofício do governador Maranhão solicitando a devolução das duas PECs – de número 10 e 13, respectivamente de inicitiva da deputada Iraê Lucena (PMDB) e do ex-governador Cássio Cunha LIma (PSDB) – foi publicado, com exclusividade, pelo PB Agora, nesta quarta-feira (1).

O presidente do Sindcontas informou que a entidade vem acompanhando com bastante interesse a tramitação do processo de extinção do TCM e vai cobrar do governador a mesma posição que ele defendeu, no ano passado, na condição de opositor do então governador Cássio Cunha Lima. “Se notarmos que existe disposição no atual governo para abortar o fim do novo tribunal, retomaremos com o mesmo ímpeto a campanha contra esse absurdo”, avisou Antonio Duarte.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Redes sociais vão limitar e caracterizar propaganda eleitoral

As propagandas políticas e eleitorais serão identificadas com um selo no Facebook e no Instagram, e poderão ser ocultadas pelos usuários a partir desta semana. Ao abordar o tema, o…

PSOL dá o tom da pré-candidatura à PMJP: “Contras as oligarquias”

“Optamos por lançar uma proposta mais pertinente para quem defende interesses reais da população, e não interesses das oligarquias”, a declaração é do pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo…