A Paraíba o tempo todo  |

Senado pretende comprar um tablet para cada senador

Sob o argumento de que é preciso economizar papel, o Senado estuda comprar tablets para cada um dos 81 parlamentares da Casa.

O computador portátil vai permitir que os parlamentares possam acompanhar as pautas das comissões, do plenário e as votações online. Atualmente, isso é feito em papel impresso distribuído a cada senador.

Segundo o primeiro-secretário do Senado, Cícero Lucena (PSDB-PB), um projeto para a aquisição dos tablets, apelidado de "EcoSenado", deve ser votado em fevereiro pela Mesa Diretora. A expectativa é de que um convênio com as operadoras permita que os novos aparelhos sejam adquiridos por até R$200 a unidade.

No plenário principal da Casa, os senadores contam com laptops individuais e fixos em cada uma das bancadas.

O Senado rejeitou o modelo adotado pela Câmara, que decidiu instalar 800 computadores fixos nas bancadas de seus 16 plenários das comissões, além de adquirir 4.000 micros para renovar o estoque dos gabinetes e das dependências da Casa. O custo estimado é de R$ 12,2 milhões.

Se o sistema fosse seguido pelo Senado, seriam necessários 400 computadores para equipar as comissões.
 

 

Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe