O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), candidato à reeleição pela coligação 'Do lado do povo', disse a líderes políticos e simpatizantes, em Teófilo Otoni (MG), ter certeza de que, se eleito presidente da República, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) assinará em seu primeiro dia de governo um indulto para o presidente Lula. 

“Vamos eleger Haddad presidente da República, e eu tenho certeza de que, eleito, o Haddad vai assinar, no seu primeiro dia de governo, um indulto para o presidente Lula. Vai tirá-lo desta prisão injusta e arbitrária”, assinalou Pimentel no encontro, ocorrido no sábado (15/9).

 

Sem provas 

Mantendo o tom político e a disposição de nacionalizar o debate da sucessão estadual, Pimentel assinalou o compromisso de sua candidatura com a libertação do ex-presidente Lula, por considerar que ele tenha sido condenado e preso injustamente, sem que fosse apresentada provas contra ele. 

 

“Eu tenho orgulho de ser amigo do presidente Lula.” Depois de considerar que Minas mudou o jeito de governar, Pimentel disse: “Nós fomos para o meio do povo, para o interior do estado, nós governamos de frente para o povo mineiro”, afirmou.

 

Redação 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“A cultura política sempre conviveu com a corrupção”, diz especialista

Ao analisar os recentes escândalos de corrupção envolvendo diversos políticos paraibanos, o cientista político e professor doutor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Lúcio Flávio, disse que essas revelações pela…

Idosa morre após ser baleada por acidente no Sertão da Paraíba

No início da manhã desta segunda-feira (20), uma idosa de 67 anos morreu após ser atingida por um tiro acidental com a arma do companheiro, no Sertão da Paraíba. Segundo…