No domingo (28), dia da eleição, fica proibida a aglomeração de pessoas com vestuário padronizado de partido ou candidato ou bandeiras, broches, dísticos e adesivos. O uso de alto-falantes e amplificadores de som, a promoção de comício e carreata também são vedados. De acordo com resolução do Tribunal Superior Eleitoral (23.551/17), essas práticas podem ser punidas com detenção de seis meses a um ano. É permitida, porém, a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato.

 

Também é proibida a propaganda boca de urna e o impulsionamento de conteúdo na internet, em sites de candidatos e partidos, e-mails, sites de mensagens instantâneas e redes sociais. Esses serviços podem ser mantidos em funcionamento com os conteúdos publicados antes do dia do pleito.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim Filho não prevê debandada de lideranças do DEM para o Cidadania

“Eu acredito que o Democratas já deu essa largada na pole position, se antecipou aos demais partidos e se mostrou mais organizado rumo às eleições municipais, de onde pretendemos sair…

Romero recebe lideranças do PSD de vários municípios para tratar das eleições

O prefeito Romero Rodrigues, na condição de presidente estadual do PSD, continua em sua maratona de contatos com lideranças de todo o Estado, na agenda programado do projeto “Dialogando com…