O deputado federal Ruy Carneiro celebrou na tarde desta terça-feira (5) a ordem de serviço do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, determinando a retomada das obras de triplicação da BR-230. A boa notícia foi comunicada durante reunião com a bancada paraibana, as obras devem começar de imediato, e trecho do projeto vai de Cabedelo ao Viaduto de Oitizeiro, em João Pessoa.

De acordo com o deputado Ruy, a primeira etapa da obra foi orçada em R$ 75 milhões, destes, R$ 35 milhões já assegurados para este ano. “Ficamos muito satisfeitos com a determinação do ministro, é um anseio antigo da nossa população. Se já estava difícil sem a obra, com a obra pela metade é que estava pior. Agora é continuar lutando para garantir os recursos para que a triplicação não pare mais”, comentou.

As obras serão realizadas pelo Exército Brasileiro e a previsão para conclusão da primeira etapa da obra, do segundo ao décimo quilômetro da rodovia, é para 2021. A conclusão de toda a obra está projetada para 2023, com um orçamento total de R$ 180 milhões.

Durante a reunião virtual, o ministro elogiou a união da bancada paraibana em torno desta pauta. “Esta é uma conquista de cada integrante da bancada paraibana. Mas, fundamentalmente, é uma conquista de todos os paraibanos, que serão beneficiados com esta medida”, arrematou Ruy Carneiro.

Ainda durante o encontro, o ministro Tarcísio Freitas informou que está quase pronta a obra da BR 426, no Vale do Piancó.

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Romero anuncia pagamento dos salários dos servidores a partir de amanhã

Por meio e Live nas suas redes sociais o prefeito Romero Rodrigues anunciou que o pagamento relativo ao mês de maio, dos servidores municipais de Campina Grande será realizada a…

Presidente do TRE/PB avisa que Corte está preparada para realizar pleito esse ano

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, José Ricardo Porto, endossou, nesta terça-feira (26) a tese defendida pelo novo ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Alberto Barroso sobre a…