RETRIBUIÇÃO: Edvaldo Rosas é cotado para assumir cadeira na Câmara Federal, socialista ocupou pelotão de frente na campanha de RC

Poucos observam, mas os movimentos políticos que podem resultar no aproveitamento do deputado federal eleito Romero Rodrigues (PSDB) na futura gestão estadual,poderá possibilitar a posse de um fiel aliado do governador eleito Ricardo Coutinho (PSB), o vice-presidente estadual do PSB na Paraíba Edvaldo Rosas, que conquistou na últimas eleição pouco mais de 40 mil votos, tendo ficado na segunda suplência.
 

Para que a posse se consolide, basta que Ricardo também aproveite na sua equipe de governo, o primeiro suplente da coligação, o deputado federal Major Fábio (DEM), que conquistou quase setenta mil votos no último pleito.
 

Segundo um interlocutor do grupo ligado a Ricardo Coutinho, tal articulação, possibilitará ao PSB contar com uma cadeira na Câmara Federal, e também será vista como uma homenagem a lealdade e a amizade de Edvaldo com Ricardo, que são amigos da época da UFPB.
 

Mesmo que tal conjuntura não se concretize num primeiro momento, Ricardo tem a possibilidade de fazer mais adiante tal acomodação.
Apesar de se prontificar a exercer o mandato de deputado federal para o qual foi eleito no pleito de 2010, o deputado Romero Rodrigues (PSDB), não escondeu a possibilidade de vir a ocupar um dos cargos do Governo Ricardo Coutinho a partir do próximo ano.

Romero negou que tenha recebido convite para integrar a equipe do socialista, porém se colocou a disposição do Governo.

“Pretendo cumprir meu mandato, mas estarei à disposição do Governo”, admitiu.

 

Henrique Lima

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Líder na ALPB diz ser contra privatização das BRs 101 e 230 na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana o ex-deputado federal e líder do bloco governista o deputado estadual Wilson Filho (PTB) opinou sendo contrário, a inclusão dos trechos das BRs 101 e…

Análise: PSB-PB terá comissão provisória nacional para “remediar” conflito interno

“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose”. Assim concluiu, certa vez, Paracels, médico e físico do século XVI. E a afirmação percorreu séculos de forma incólume,…