Considerado o  maior e leal amigo do ex governador Ricardo Coutinho, o ex presidente do PSB, Edvaldo Rosas, quebrou o silêncio e lamentou a forma como o socialista tentou assumir o comando do partido na Paraíba.

Visivelmente magoado, Rosas reproduziu parte do discurso do governador João Azevedo, deixando claro que ajudou a construir o projeto liderado por Coutinho. Ele disse que sempre foi amigo do ex-governador e nunca o traiu.

“Sempre fui amigo de todas as horas e o único dos velhos que nunca traiu ele”, declarou Edvaldo Rosas para completar: “Isso é fato”, arrematou

Edvaldo ressaltou a sua posição no partido, sempre agindo como “servente de pedreiro e mestre de obras”, em favor da construção do projeto que ajudou a mudar os destinos da Paraíba

“Nos Girassóis sempre estive e fui como servente,pedreiro e mestre de obra sempre ao lado desse projeto. “Muita gente é testemunha e isso é público e notório”, afirmou.

No começo do mês, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, decidiu dissolver o diretório estadual da legenda na Paraíba. Com isso, o secretário de Estado do Governo, Edvaldo Rosas, deixou a presidência da sigla. Uma comissão provisória foi nomeada o que gerou a crise no partido.

No governo de João Azevedo, Edvaldo Rosas foi nomeado chefe do Governo para substituir Nonato Bandeira, que assumiu a Secretaria de Comunicação do Estado após a saída de Luís Torres

PB Agora

Total
15
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Na Espanha, RC analisa a democracia brasileira após um ano do Governo Bolsonaro

Nesta quarta-feira (23), o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) será palestrante em um seminário sobre democracia, do Observatorio Global Urnas y democracia, na universidade de Salamanca, na Espanha. Na ocasião, o…

Julian reage a ataques de assessor de Bolsonaro; filho de Bolsonaro rebate

O que tem em comum os deputados federais Julian Lemos (PSL-PB) – ex-vice-líder – e Joice Hasselmann (PSL-SP) – ex-líder do governo no Congresso, além de serem da mesma sigla? …