Por pbagora.com.br

Assim como outros agentes políticos, o prefeito Romero Rodrigues, do PSD, também tem evitado antecipar o debate sobre 2022. Apesar de ser um dos nomes cotados para disputar o cargo de governador no próximo pleito estadual, o gestor, que fica sem mandato a partir de janeiro de 2021, ressalta que antes de qualquer decisão deverá ser observado o cenário do momento, e só assim tomar a decisão que julgar consistente para ocasião.

“Eu não sei dizer. O cenário em 2022 ninguém pode observar ele de forma precipitada. Tem que observar o sentimento do período, e com base nele tomar a decisão que julgar a mais consistente”, ressaltou.

Romero lembrou que muitas vezes os nomes tem pretensão para se colocar à disposição para a disputa, mas é necessário entender se é ou não a hora certa.

“É preciso se despir da vaidade. Disputei a possibilidade de ser candidato a prefeito três vezes. E nas duas vezes que não consegui ninguém me viu com corpo mole ou de cara feia”.

As declarações repercutiram em entrevista à imprensa campinense.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Damião Feliciano senta no banco de reserva sem deixar de observar jogo eleitoral e as consequências pós 2020

O deputado federal Damião Feliciano (PDT) reapareceu na cena política após agir e articular a eleição indireta na cidade de Bayeux, que elegeu a vereadora Luciene de Fofinho (PDT) prefeita…

Jurídico do PT vai recorrer de pedido do MPE contra candidatura de Anísio

Em razão do pedido realizado pelo promotor eleitoral, Alexandre Varandas Paiva, feito à Justiça Eleitoral, o representante jurídico da Coligação PT e PCdoB ‘Unidos por João Pessoa’, Anselmo Castilho, afirma…