Por pbagora.com.br

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), voltou a admitir o desejo de ser candidato ao governo do Estado em 2022 na sucessão do governador João Azevedo (Cidadania), e para isso, quer o apoio do PP.

Ao projetar 2022, em entrevista ao programa Ideia Livre da TV Itararé na noite desta terça-feira (15), Romero disse que se houver sinalização da população, não hesitará em participar do processo como candidato. Ele garantiu que vai reservar parte de 2021 para percorrer algumas regiões da Paraíba com foco na Capital João Pessoa.

Romero que conseguiu eleger o seu sucessor em Campina Grande, aposta nos eleitores da Capital para conquistar o Palácio da Redenção em 2022. Ele observou que a eleição em João Pessoa foi apertada e dividida com o prefeito eleito Cícero Lucena, tendo obtido uma vantagem mínina no segundo turno sobre o seu concorrente, o radialista Nilvan Ferreira do MDB.

Questionado sobre as estratégias das oposições em 2018, Romero revelou que naquele momento o bloco estava dividido entre ele e o prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV), que também sonhava em disputar o Governo do Estado. Romero disse que após analisar o cenário, preferiu não se afastar da PMCG, visto que além da falta de unidade do bloco, ele pretendia concluir algumas obras em Campina Grande como foi o caso do complexo Aluízio Campos.

O prefeito revelou que na época, percebeu que o então presidente do PSDB, Ruy Carneiro sinalizava para apoiar a candidatura de Cartaxo ao governo do Estado. O prefeito de João Pessoa também não se afastou do cargo e indicou o seu irmão Lúcelio Cartaxo para encabeçar a chapa majoritária derrotada.

Sobre o apoio do PP do vice prefeito Enivaldo Ribeiro, Romero disse que espera ter o apoio da legenda no projeto para 2022.

Ele mandou um recado para os líderes do partido no Estado, afirmando que em Campina Grande, o PP indicou o vice do prefeito eleito Bruno Cunha Lima, e por isso espera reciprocidade nas próximas eleições. O problema é que o PP indicou o vice do prefeito eleito de João Pessoa, Cícero Lucena e também sonha com o governo do Estado.

Romero no entanto, deixou claro que a indicação de Lucas Ribeiro para o cargo de vice na chapa de Bruno Cunha Lima (PSD), em Campina Grande, não foi condicionada as eleições estaduais de 2022. No entanto, espera que o PP do deputado Agnaldo Ribeiro e da senadora Daniela Ribeiro, o apoie, visto que haverá três vagas na chapa majoritária.

Severino Lopes
PB Agora

Deixe seu Comentário