Apesar da convocação da Justiça Eleitoral, até o momento, apenas 29% da população de Campina Grande fez o Recadastramento biométrico. De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), de um universo de 280 mil eleitores, pouco mais de 80 mil compareceram ao Fórum Eleitoral Desembargador Sousa Neves, para fazer o recadastramento. Quem não se recadastrar até o prazo estabelecido pela Justiça, ficará impedido de votar nas eleições de 2014 e poderá sofrer consequências.

No começo do ano, a meta da Justiça Eleitoral era realizar 2 mil atendimentos por dia, mas o número tem ficado abaixo do esperado. Por dia, pouco mais de mil pessoas tem comparecido a Central de Atendimento ao Eleitor do Fórum Eleitoral para fazer o recadastramento. Para evitar que os eleitores deixem tudo para a última hora, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) resolveu ampliar o atendimento. Para isso celebrou uma parceria com a Prefeitura Municipal de Campina Grande e como a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

A partir da próxima semana dois novos postos de atendimento deverão funcionar na cidade para realizar o recadastramento biométrico. O primeiro posto volante de recadastramento biométrico do Tribunal Regional Eleitoral em Campina Grande, funcionará a partir do dia 25, no primeiro andar do Centro de Integração Acadêmica, no Câmpus de Bodocongó, com a utilização de cinco kits de biometria, que tem capacidade para atender 20 pessoas por hora. A instalação do espaço vai garantir a ampliação do atendimento de recadastramento biométrico na cidade, graças à parceria firmada entre a UEPB e Corte Eleitoral.

O presidente do TRE, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, vai participar da solenidade de inauguração do posto de biometria na Instituição. Inicialmente, o recadastramento biométrico na UEPB irá beneficiar a comunidade acadêmica, mas o Tribunal tem a proposta de estender o atendimento para o público em geral.

O termo de cooperação para a biometria foi assinado recentemente entre o presidente do TRE-PB, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, e o reitor da UEPB, Rangel Júnior. O outro posto funcionará no antigo prédio do Museu Vivo da Ciência no Centro, nas proximidades do Parque Evaldo Cruz. De acordo com informações da Justiça Eleitoral, esse posto atenderá ao público em geral, por estar localizado em um ponto estratégico e próximo da área central.

Todos os servidores cedidos pela PMCG e pela UEPB vão passar por um treinamento a ser oferecido pela Justiça Eleitoral. Todo o trabalho de biometria desenvolvido na UEPB será acompanhado por uma equipe do Fórum Eleitoral da Comarca de Campina Grande, da 17º Zona Eleitoral, que tem a frente o juiz Ruy Jander Teixeira.

O juiz alertou que o eleitor que não fizer o recadastramento terá o título cancelado. De acordo com o juiz, será feito um registro digital de todos os dedos das mãos dos eleitores, no dia da eleição será usado principalmente o polegar e o indicador. O sistema segundo ele, é muito melhor que o atual com relação a segurança e rapidez, e o eleitor não precisa mais assinar. O recadastramento biométrico teve início no último mês de março e prossegue até o dia 21 de março de 2014.

PBAgora

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bancada federal volta a se reunir nesta terça-feira para debater emendas

O deputado federal Efraim Filho (DEM) convocou reunião da bancada federal paraibana para a terça-feira (22) às 17hs, na sala da Presidência da Comissão de Educação, anexo II ala C…

CPI do Feminicídio da ALPB realiza hoje audiência itinerante em Patos

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de enfrentamento ao Feminicídio da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realiza, nesta quarta-feira (23), Audiência Itinerante na cidade de Patos, no Serão do estado.…