Por pbagora.com.br

Foi só o ex-governador Ricardo Coutinho não comparecer ao primeiro evento realizado em 2020 pela Fundação João Mangabeira, a qual ele preside, na última terça-feira (21) no Tocantins, para que nos bastidores reacendesse a especulação de que membros do PSB estariam pressionando a nacional para desvincular a imagem do partido a de RC.

A tese foi negada por Fábio Maia, que inclusive estava presente no referido evento.

De acordo com Maia, Ricardo não teria levado falta, apenas não viu a necessidade de ir diante do fato que em Palmas já existe uma liderança que conseguiria coordenar o projeto.

“Ricardo não faltou. O evento foi realizado em Palmas e lá nós temos uma liderança que é também diretor de Estudos e Pesquisas da Fundação João Mangabeira, que é Carlos Amastha. Ele coordenou o projeto e nada mais natural que ele comandar o evento. Eu não fui a Palmas para ‘representar’ Ricardo Coutinho. Fui porque sou diretor e quis ir. Não existe nada de anormal nisso. Ricardo ficou em Brasília cuidando de outros assuntos da Fundação” disse.

O que se sabe é que desde que foi preso e solto por força de habeas corpus que nem sequer o Instagram da Fundação tem feito postagens que incluam Coutinho.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bastidores apontam o porquê do PT nacional rifar Anísio para apoiar RC em JP

Ex-governador teria apalavrado filiação ao PT para garantir palanque a Lula em 2022, causando revolta no PSB nacional A intervenção do PT Nacional para atropelar a executiva municipal em João…

Governador apresenta projetos de expansão do Porto de Cabedelo a embaixador e cônsul dos EUA

O governador João Azevêdo recebeu, nesta quarta-feira (23), no Porto de Cabedelo, a visita do embaixador dos Estados Unidos No Brasil, Todd Chapman, e da nova cônsul geral dos Estados…