O ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), acompanhou a presidente Dilma Rousseff (PT) durante anúncio na manhã deste sábado (12) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, da construção do metrô da capital gaúcha. O custo da obra será de R$ 4,8 bilhões, sendo que R$ 3,5 bilhões serão bancados por recursos públicos e R$ 1,3 bilhão por parceria público-privada (PPP).

 

Com muito bom humor, o ministro paraibano Aguinaldo Ribeiro lembrou o Dia das Crianças ao se referir ao anúncio. “Quem nunca brincou de trenzinho quando criança?”, brincou.

 

Ribeiro lembrou outros investimentos feitos pelo governo federal em transporte na Região Metropolitana de Porto Alegre. “Temos R$ 350 milhões em corredores de ônibus. Temos aqui o sistema integrado de Transporte Metropolitano, e cito como exemplo o transporte de Porto Alegre a Novo Hamburgo”

 

Ainda de acordo com o ministro, nesta segunda-feira (14) chegará a Porto Alegre o segundo veículo do aeromóvel inaugurado por Dilma. Ele lembrou também investimentos em rodovias feitos pelo governo federal e destacou que, a partir do aeromóvel, haverá na capital gaúcha um polo de desenvolvimento tecnológico. “As discussões estão avançadas”, destacou. É válido lembrar que os recursos são parte dos R$ 50 bilhões anunciados em junho deste ano para investimentos em obras no setor em todo o país.

 

Do total custeado com dinheiro público, R$ 1,8 bilhão ficará a cargo da União, R$ 1,1 bilhão do governo estadual, R$ 690 milhões da prefeitura e R$ 1,3 bilhão de investimento privado. Os recursos da União virão do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana.

 

No discurso, a presidente Dilma fez um balanço dos "cinco pactos" que anunciou como resposta às manifestações de junho e afirmou que, desde aquele mês, os prefeitos se mobilizaram mais pela mobilidade urbana. O transporte público foi o estopim dos protestos de rua neste ano.

 

"Acho muito importante o fato de o Brasil ser um dos poucos países em que manifestações não foram demonizadas, colocadas como um inimigo público número um. Temos entendido a voz das ruas", disse.

 

Cumprindo uma extensa agenda administrativa, o ministro Aguinaldo Ribeiro esteve nesta sexta (11) em São Paulo, participando de uma reunião com o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), Marcos Zaven Fermanian, na 12ª edição do Salão Duas Rodas.

 

A Abraciclo é um dos parceiros do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes (Parada – Um Pacto pela Vida), campanha permanente de trânsito do Ministério das Cidades. Segundo o ministro das Cidades, esta parceria é muito importante para que o Brasil consiga atingir a meta de redução de 50% nos óbitos decorrentes de acidentes de trânsito, em dez anos, estabelecida pela Organização Mundial das Nações Unidas (ONU).

 

 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: PSB-PB terá comissão provisória nacional para “remediar” conflito interno

“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose”. Assim concluiu, certa vez, Paracels, médico e físico do século XVI. E a afirmação percorreu séculos de forma incólume,…

Presidente nacional do PSB quer reunião com João e RC em Brasília e defende unidade na sigla

O impasse interno no diretório estadual do PSB levantou a hipótese de que uma intervenção da Executiva nacional poderia ocorrer. No entanto, na manhã desta sábado, presidente nacional da sigla,…