O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que encerre o processo que pede a cassação do governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), informa nesta segunda-feira (2) o site do tribunal.

Em dezembro, o relator da ação, ministro Felix Fischer, determinou ao partido que regularizasse sua representação no processo, já que a cassação havia sido ajuizada pelo então Partido dos Aposentados (PAN), incorporado ao PTB em março de 2007.

 

Ao responder ao ministro, o partido declarou ao TSE que “não tem interesse no prosseguimento do feito, requerendo de logo a decretação da extinção do processo, sem apreciação do mérito”.

 

O processo, protocolado pelo PAN em dezembro de 2006, acusava Déda e de seu vice, Belivaldo Silva, propaganda irregular, interferência do poder econômico e abuso do poder de autoridade, “em desfavor da liberdade do voto”. O partido apresentou recurso pedindo que os dois não fossem diplomados.

 

Segundo o PAN, antes de renunciar ao cargo de prefeito, em março de 2006, Déda teria promovido “uma maciça campanha promocional a título de propaganda institucional” da prefeitura, com o slogan “em cinco anos Aracaju deu certo para todos”.

 

 

As peças publicitárias da campanha teriam “nítido caráter eleitoreiro”, na avaliação do partido à época. A legislação eleitoral proíbe a propaganda eleitoral antes do dia 5 de julho do ano da eleição e também prevê punição aos agentes públicos que afetem a igualdade de oportunidades entre candidatos.

 

Após a incorporação do PAN pelo PTB, o ministro Felix Ficher pediu então ao PTB que se manifestasse sobre a ação.

G1

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Carnaval: 41 mil embarques e desembarques no Terminal Rodoviário de JP

Por conta do feriado de Carnaval, cerca de 41 mil pessoas devem embarcar no Terminal Rodoviário de João Pessoa e outras 38 mil deverão desembarcar na Capital paraibana. A expectativa…

Bruno volta a convidar socialistas para se filiar e avalia brechas partidárias para desfiliações

Diferente do ex-vereador Zezinho do Botafogo e dos vereadores Tibério Limeira e Léo Bezerra, ambos do PSB que devem migrar neste mês de março para o Cidadania devido a proximidade…