Em depoimento a imprensa paraibana o procurador-geral do Ministério Público da Paraíba, Francisco Seráphico da Nóbrega comentou sobre o bom relacionamento entre os poderes na Paraíba, na elaboração do Orçamento para o próximo ano.  “Se não conseguimos atingir um patamar ideal, já conseguimos alguns avanços, que foi o descongelamento do duodécimo das instituições de 2019 para 2020″, disse o procurador.

Seráphico da Nóbrega comenta sobre o resultado dos entendimentos dos representantes dos demais poderes com o governador João Azevêdo (PSB) na elaboração do Orçamento para o próximo ano, e se referia especificamente ao volume de recursos que cabe para cada poder e que nos últimos anos esteve congelado.

Esse semana houve mais uma audiência na ALPB, para debater com as instituições e com a sociedade em geral a democratização do projeto orçamentário. “Tivemos a oportunidade de participar de todos os debates, e assistimos que nos últimos anos houve dificuldade no orçamento das instituições para manutenção da infraestrutura e dos seus funcionamentos”.

Para o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo, o diálogo com o Legislativo é fundamental para que haja o consenso e harmonia entre os poderes. “Essas parcerias, não só no campo social com o Executivo, com quem toda semana assinamos convênios de atos sociais, são fundamentais. E também reconhecemos que o governador, aos poucos e ano após ano, vai tentar recuperar o orçamento do Judiciário, do Ministério Público da Paraíba, do Tribunal de Contas do Estado e da própria Assembleia”, pontuou o desembargador.

 

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim Filho não prevê debandada de lideranças do DEM para o Cidadania

“Eu acredito que o Democratas já deu essa largada na pole position, se antecipou aos demais partidos e se mostrou mais organizado rumo às eleições municipais, de onde pretendemos sair…

Opinião: se achando acima da lei, deputado Walber Virgolino faz ameaça a este colunista

O deputado estadual Walber Virgolino (Patriotas) é aquela pessoa do bem, mas confunde a prerrogativa de delegado de polícia, profissão, diga-se, muito honrada, com a de homem público, infringindo, no…