Por pbagora.com.br

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Jackson Macedo, enquanto aguarda a reunião do partido no próximo dia 16 de março para avaliar a permanência ou não do sue partido na base de sustentação do governador João Azevêdo (Cidadania), deu neste fim de semana pistas em entrevistas, no qual dá a entender a permanência da sigla na base do governo. Quem também concorda com a posição do PT de ficar no Governo é o presidente do Cidadania em João Pessoa, vereador Bruno Farias.

Questionado sobre a reunião do partido para avaliar a permanência ou não do sue partido na base de sustentação do governador, ele disse: “Não vou antecipar o debate, isso foi acordado com a presidente Gleisi Hoffmann, mas o diretório estadual tem autonomia”, disse se referindo sobre o estatuto do PT que dá autonomia aos diretórios escolherem sobre decisões politico-partidárias. Quem concorda com essa posição é o suplente de deputado estadual Anísio Maia (PT) já anunciou que defenderá na reunião a continuidade do partido na gestão. Para ele, o PT deve colaborar pela “governabilidade da Paraíba”. Atualmente o ex-deputado federal Luiz Couto, está na condição de secretário de Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido da Paraíba.

Outro que opinou a esse respeito, foi o presidente do Cidadania em João Pessoa, vereador Bruno Farias, que destacou as convergências entre as duas legendas. “Algumas políticas defendidas pelo PT, são as mesmas que as nossas. Aprendi que não se faz política afastando, se faz política somando”. Em nível nacional, ambos fazem oposição ao governo Bolsonaro.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em tom de revolta, Pedro Cunha Lima volta a chamar Ricardo Coutinho de “ladrão”

O deputado federal Pedro Cunha Lima, que também preside o PSDB na Paraíba, voltou ontem (03.08.2020) em uma entrevista a uma emissora da capital, a chamar o ex-governador Ricardo Coutinho…

Prestes a receber anúncio de candidato, base da situação pode chegar dividida em CG

restes a conhecer o candidato que disputará a Prefeitura Municipal de Campina Grande, na sucessão do prefeito Romero Rodrigues (PSD), a base da situação pode chegar dividida no pleito. É…