O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo (PT) detonou a senadora Daniella Ribeiro (Progressistas) após os gastos da paraibana reembolsados pelo Senado serem amplamente divulgados e questionados pela imprensa e pelos paraibanos.

Os reembolsos feitos à Daniella vão desde R$ 17,00 gastos em uma sorveteria, até um luxuoso jantar onde ela teria gastado R$ 420,00.

Em uma postagem nas redes sociais, Jackson questiona se seria para passar por uma situação dessa, que os eleitores preferiram Daniella em detrimento de Luiz Couto, candidato do PT ao Senado no último pleito.

“Foi pra isso que derrotaram um homem como Luiz Couto pro Senado?” questionou o presidente.

Nos comentários, alguns internautas se colocam a favor do posicionamento e outros contra. Em um deles, um usuário da rede social corrobora com o pensamento do petista.

“Absurdo! E pensar que trocaram um político da qualidade de Luiz Couto por essa senhora que igualmente ao irmão, está sempre apoiando o presidente de plantão não importa quem seja pra ficar na zona de conforto usufruindo do poder, além de encher o gabinete de parentes com salários altíssimos pagos com o dinheiro público e até o sorvete caríssimo que toma não paga do próprio bolso ….Essa culpa eu não carrego!”, postou o internauta.

Em outro comentário, um internauta diz que a notícia pode ser fake.

Posted by Jackson Macêdo on Wednesday, September 25, 2019

Em tempo

Nesta sexta-feira (27), em nota, Daniella declarou ter sido um “erro inadmissível” a compra e o pedido de reembolso dos R$ 17,00 gastos na sorveteria e declarou ainda que pediu que a quantia fosse devolvida ao Senado.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

VÍDEO: Raoni Mendes ataca ‘remendo’ de Cartaxo para sanar problemas da Saúde

“Remendo”, foi desta forma que Raoni Mendes (Democratas) tachou as medidas adotadas pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) para sanar os problemas na Saúde de João Pessoa. Em um vídeo, Raoni…

Imprensa nacional destaca posição de Veneziano contra ofensas de Bolsonaro a repórter

As ofensas proferidas ontem (18) pelo presidente Jair Bolsonaro contra a repórter Patrícia Campos Mello, do jornal “Folha de S. Paulo”, provocaram reações de deputados e senadores ao portal G1…