Por pbagora.com.br

Apesar das divergências políticas nas eleições municipais de 2020 e do fato de não mais ocupar uma secretaria na gestão estadual, o PT da Paraíba decidiu, por ampla maioria, durante reunião nesse final de semana, permanecer integrando a base que dá sustentação ao Governo João Azevêdo. A informação foi confirmada pelo presidente estadual da sigla, Jackson Macêdo, ao justificar a decisão como sendo ‘em nome da união’, sobretudo nesse momento de pandemia por que o país passa.

“A direção do diretório estadual, realizada no fim de semana, que decidiu por ampla maioria continuar na base do governo. O PT ajudou a eleger João, tem uma boa relação com o governo, tem uma boa relação com o governador. O deputado do PT na Assembleia está na base de sustentação do governo e nesse período de começo de ano o PT fez uma avaliação de quadros e de conjuntura e decidiu pela permanência na base de sustentação. O PT não tem cargos no governo, mas mesmo assim se mantém aliado, porque nesse momento de pandemia é importante estar juntos, unindo forças. Então acho que foi uma decisão correta, acertada”, ressaltou.

O único cargo que o partido possuía na gestão era a Secretaria de Agricultura, ocupada pelo ex-deputado federal Luiz Couto (PT). Ele entregou o cargo ano passado para se dedicar à campanha eleitoral do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na disputa pela prefeitura de João Pessoa, mas acabou amargando a derrota. O socialista acabou ficando na sexta colocação.

 

PB Agora