A Paraíba o tempo todo  |

Presidente do PMDB nega uso de CPI da Petrobras para barganha com PT

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), presidente da Câmara dos Deputados, negou que o partido esteja usando sua influência sobre a escolha dos nomes para os principais postos na CPI da Petrobras como moeda de troca para a obtenção de cargos na administração federal ou para forçar a definição de coalizões para as eleições estaduais de 2010.

“A CPI não tem absolutamente nada a ver com algum pleito do PMDB, o partido não está postulando nenhuma vaga. O PMDB já está compensado no governo, quando fez a coalizão programática, em um primeiro momento, e depois quando fez a coalizão administrativa. Temos seis ministérios, alguns cargos na administração direta e indireta, de modo que não há pleito do PMDB em relação à Petrobras”, disse Temer no congresso estadual do PMDB paulista, realizado anteontem na capital.

“A orientação do PMDB e dos demais partidos, é fazer uma coisa muito séria, não é fazer algo de natureza meramente política”, disse o congressista.

Temer afirmou que “como maior partido [do Senado], o PMDB terá a relatoria ou a presidência, disto não há dúvida. Mas isso não é porque o PMDB queira, é porque o regimento do Senado determina que os maiores partidos tenham a relatoria e a presidência”.

No evento, o presidente estadual do PMDB, Orestes Quércia, manifestou seu apoio à candidatura do governador José Serra (PSDB) à Presidência em 2010.

Já Temer disse: “Vamos ouvir o partido. No PMDB, sempre nós decidimos em convenção nacional. O que a convenção decidir, será o rumo que nós tomaremos”.

 

 

 

Folha

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe