A Prefeitura de Patos entregou neste domingo, 10 de novembro, mais 26 moradias construídas com recursos adquiridos junto à FUNASA, dentro do projeto de substituição de casas de taipa por alvenaria, onde a meta é beneficiar 362 famílias do Município até o mês de Julho de 2014. A prefeita Francisca Motta, juntamente com o secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Everaldo Lima, além de outros secretários do município, fez a entrega dos termos de posse aos proprietários das casas localizadas nas comunidades rurais de Mocambo e Tricheiras II.

 

De acordo com Everaldo Lima, a previsão é que as novas moradias sejam entregues ainda nesse mês à população.

 

Segundo a prefeita Francisca Motta, a reforma e construção das casas de alvenaria em substituição das casas de taipa continua, e que a contrapartida do município está sendo cumprida para que as casas sejam concluídas o mais rápido possível.

 

Para a senhora Maria Glória, uma das 26 pessoas beneficiárias com as moradias, a satisfação é enorme em estar morando numa casa de alvenaria, tendo em vista que sua situação era bastante precária na antiga moradia de taipa.

 

Lúcio Frasão, presidente do Conselho Municipal de Agricultura, garantiu que além dos benefícios já implantados na comunidade do Mocambo, outras comunidades rurais já estão cadastradas para que também recebam as moradias, e que novos projetos viram para comtemplar mais pessoas.

 

O projeto padrão das casas de alvenaria contempla um imóvel com 02 quartos, sala, cozinha e banheiro, sendo construídas com todas as engenharias necessárias à qualidade e segurança de um imóvel.



Redação com Assessoria

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: RC vê conotação política em escritório arrombado. Acha que há mandantes

Em resposta a questionamentos da coluna, o presidente da Fundação João Mangabeira e ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), disse, na madrugada deste domingo (18), não ter dúvidas de que…

Opinião: a metáfora de “RC, João e a guerra em terra Tabajara”

A guerra foi deflagrada. Montgomery decidiu firmar o desembarque no Sanhauá de forma rápida e precisa, a fim de evitar maiores movimentos do exército oposicionista comandado pelo general Hideki Tojo.…