O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, acompanhando do ministro
das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, divulgarão na próxima segunda-feira, 02 de
dezembro, edital de Chamamento Público para empresas do segmento da
construção civil interessadas na construção de 4 mil unidades habitacionais
no bairro do Ligeiro. A construção será na área de 124 hectares (dos 890
hectares desapropriados, neste ano, pela Prefeitura Municipal e que
pertenceram ao ex-deputado Aluízio Afonso Campos), e estará inserida no
âmbito do “Programa Minha Casa, Minha Vida”, para pessoas com renda
familiar mensal de até três salários mínimos.

 

O projeto de construção das novas moradias será executado pelo Governo
Federal, em parceria com a administração municipal, e contemplará a
proposta do prefeito Romero Rodrigues de integrar unidades habitacionais na
mesma área onde será instalado o terceiro distrito industrial de Campina
Grande. A área é privilegiada pela localização, no entroncamento das BRs
230 e 104, próxima ao aeroporto, ao terminal rodoviário e favorecida com
redes de abastecimento de água, de energia elétrica e de gás natural.
Segundo Romero Rodrigues, a construção dessas novas moradias contribuirá,
ainda, para a redução do déficit habitacional local.

 

Por meio do lançamento do edital de chamamento público será selecionada a
empresa, do ramo da construção civil, habilitada à construção dos imóveis
no novo conjunto habitacional. O secretário de Planejamento do Município,
Márcio Caniello, explicou que o conjunto habitacional, projetado pela atual
administração, contemplará, além das moradias, uma infraestrutura composta
por escolas, creches, unidades do Programa de Saúde da Família (PSF) e
Centros de Referência de Assistência Social (Cras). “Haverá ainda uma área
comercial e a parte urbanística do conjunto”, declarou Caniello.

 

Caniello ressaltou, ainda, que a empresa habilitada para executar a obra
fará o planejamento macro da área (masterplan), que possibilitará traçar as
diretrizes de ocupação futura do terreno. O masterplan da empresa
construtora será elaborado dentro das normas do “Minha Casa, Minha Vida” e
conforme as diretrizes técnicas apresentadas pela Prefeitura de Campina
Grande. O secretário de Obras do Município, André Agra, disse que também
participarão do lançamento do edital de chamamento público representantes
do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, instituições que atuarão como
agentes de financiamento da obra.

 

MAIS OBRAS – Além do edital de chamamento público, o prefeito Romero
Rodrigues e o ministro Aguinaldo Veloso deverão visitar outras obras do
“Minha Casa, Minha Vida”, atualmente em construção ou em fase de acabamento
no município. Entre essas unidades estão algumas localizadas nos conjuntos
Rocha Cavalcante e Major Veneziano. Também não está descartada, pela atual
gestão municipal, a proposta de construção de novas moradias para famílias
com rendas estimadas entre 3 e 6 salários mínimos mensais.

 

Ascom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Bolsonaro resgata o clima de hostilidade à imprensa, vivido na ditadura

Bolsonaro sempre se apresentou como uma proposta verdadeiramente perigosa e ameaçadora à jovem democracia brasileira. Um grosso, truculento; daqueles que lembram os patéticos arroubos de ignorância do general Newton Cruz…

RC não vai a evento da FJM e reacende tese de que PSB estaria se desvinculando da sua imagem

Foi só o ex-governador Ricardo Coutinho não comparecer ao primeiro evento realizado em 2020 pela Fundação João Mangabeira, a qual ele preside, na última terça-feira (21) no Tocantins, para que…