O prefeito de Catolé do Rocha, Edvaldo Caetano (PTB), baixou um decreto demitindo todos os secretários municipais e demais detentores de cargos comissionados no total de 90, além de suspender viagens oficiais, ajuda de custo e licença prêmio para servidor para atualizar os salários atrasados, garantir o pagamento das folhas de novembro e dezembro e 13º mês, cumprindo assim o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. Com as medidas, a prefeitura vai economizar R$ 390 mil em três meses.

“Com a queda do Fundo de Participação dos Municípios e aumento natural das despesas, resolvi tomar uma medida drástica, exonerando o secretariado e todos os demais comissionados, cujos salários estavam atrasados e cortando a verba de custeio. Até o dia 10 de janeiro, vamos pagar todas as folhas de pessoal e o décimo terceiro”, prometeu Caetano. Até janeiro, ele vai centralizar todas as ações em seu gabinete.

De acordo com o Tribunal de Contas do Estado, o montante da folha de pessoal em outubro do município de Catolé do Rocha foi R$ 1,2 milhão.

A maior parte fica com os 832 servidores efetivos (R$ 811 mil). Já os 90 comissionados, incluindo os secretários, têm uma folha de R$ 130 mil. O restante é contratação por excepcional interesse público e o pessoal de convênios federais.

 

Do Jornal da Paraíba
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Faz parte do processo democrático”, diz coordenador do Gaeco sobre liberdade de RC

O promotor Octávio Paulo Neto, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na Paraíba, comentou a recente decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que…

Análise – Os foguetões sobraram para o São João: por 4X1, STJ mantém RC em liberdade

Se porventura o ministro Sérgio Moro, da Justiça, veio à Paraíba pensando em (também) causar influência sobre o julgamento do habeas corpus da PGR contra o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB),…