A Paraíba o tempo todo  |

Políticos lamentam morte do ex senador Ivandro Cunha Lima e Bruno diz que perdeu um amigo

A morte do ex-senador Ivandro Cunha Lima, neste sábado, em Campina Grande, enlutou a Paraíba e pegou muitos políticos de surpresa. Deputados, senadores, gestores e demais políticos, lamentaram profundamente a morte do ex-senador. Muitos políticos enviaram notas para a imprensa enquanto outros usaram as redes sociais para manifestar as condolências pela partida de Ivandro.

 

Profundamente abalado, o  prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, lamentou na tarde deste sábado (28), a morte do avô Ivandro Cunha Lima. Nas rede sociais, Bruno disse que o avô era seu guia, mentor e exemplo.

 

O ex-senador Ivandro Cunha Lima morreu na manhã deste sábado (28), em sua residência no município de Campina Grande, na Paraíba. Recentemente, o filho do ex-senador, Ivandro Cunha Lima Filho, morreu vítima de sequelas da Covid-19.

 

“Meu avô. Meu pai. Meu professor. Meu mentor. Meu guia. Meu exemplo”, escreveu o prefeito.

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), lamentou pela morte de Ivandro e decretou luto oficial de três dias. Já o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), afirmou nas redes sociais que recebeu “com tristeza a notícia da morte do amigo e paraibano ilustre”.

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, lamentou a morte do Ivandro Cunha Lima, e destacou a relação de amizade e legado deixado por seu Ivandro, manifestando os sentimentos à família e amigos do ex-senador

. “Recebi com tristeza a notícia da morte do meu amigo, paraibano ilustre, o ex-senador da República, Ivandro Cunha Lima. Homem de coração generoso e bondoso, Ivandro deixa um legado de respeito e integridade por onde passou. Tive a felicidade de conviver com ele por muitos anos, sempre ouvindo seus ensinamentos e vendo suas práticas. Meus sentimentos para toda sua família e amigos neste momento de dor. Que Deus o receba de braços abertos na eternidade”.

O Vice-presidente do Senado Federal, senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), também manifestou seu pesar pelo falecimento do ex-senador e ex-deputado federal Ivandro Cunha Lima, ocorrido na madrugada deste sábado (28), aos 92 anos de idade.

Veneziano está cumprindo agenda política no sertão do estado e ao tomar conhecimento, lamentou a perda, destacando as qualidades de Ivandro em nota distribuída à imprensa.

“Foi com tristeza que tomei conhecimento da morte do ex-senador e ex-deputado federal Ivandro Moura Cunha Lima, ocorrido na madrugada deste sábado (28), aos 92 anos de idade.

Como notório parlamentar da Paraíba no Congresso Nacional, Ivandro representou os paraibanos na firmeza de seus propósitos e na condução de seus ideais, com a serenidade que lhe era sempre peculiar. A política da Paraíba perde um de seus expoentes”, disse Veneziano.

 

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro também lamentou, com profundo pesar, a morte do ex-senador Ivandro Cunha Lima, ocorrida neste sábado.

 

Expressando as suas mais sinceras condolências, Aguinaldo se solidariza com a família e amigos de Ivandro, neste momento de perda, pedindo que Deus possa fortalecer a todos.

 

O mesmo sentimento foi manifestado pelo deputado federal Efraim Filho (União Brasil/PB) que prestou sua solidariedade à família Cunha Lima pela morte do ex-senador Ivandro Cunha Lima. Ao saber do óbito, o parlamentar enviou seus sentimentos ao neto e amigo, Bruno Cunha Lima.

“Que Deus conforte o coração dos familiares que estão passando por esse momento tão delicado hoje”, diz.

 

Efraim lamentou uma perda tão significativa para a Paraíba.

 

“É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento do senador Ivandro, um grande companheiro da vida pública, um político firme, íntegro, correto e apaziguador, que honrou o Senado e deixou o melhor de si para o povo paraibano. Vá em paz”.

 

Para o parlamentar, a morte de Ivandro Cunha Lima representa uma grande perda para toda a Paraíba, por toda sua contribuição para a história do Estado. “Neste momento de dor, a família Morais solidariza-se com os familiares, amigos e admiradores, a quem presta condolências, principalmente à família Cunha Lima”, finaliza o parlamentar.

 

O deputado federal Ruy Carneiro (PSC) também manifestou profundo pesar pelo falecimento do amigo e ex-senador, Ivandro Cunha Lima, na manhã deste sábado (28), na cidade de Campina Grande.

“Ivandro tinha uma relação histórica com a minha família. Inclusive, foi suplente do meu tio-avô Ruy Carneiro, na disputa pelo senado em 1974 e acabou assumindo o mandato após a morte dele em agosto de 1977. Ele deixa um legado de muito trabalho e seriedade em defesa do povo paraibano. Por isso, reforço o meu sentimento de pesar e a minha solidariedade aos familiares e amigos nesse momento de dor e saudade.”, lamentou Ruy.

Com pesar e prestando solidariedade aos familiares e amigos, a senadora Daniella Ribeiro (PSD), também lamenta a morte de Ivandro Cunha Lima, avô do prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, e tio do ex-senador Cássio Cunha Lima. A senadora destacou a trajetória de Ivandro e o seu papel na política paraibana.

 

Ivandro Cunha Lima morreu na manhã deste sábado em Campina Grande. O ex senador havia feito aniversário há dois dias, na última quinta-feira (26). A causa da morte dele ainda não foi informada. , O corpo de Ivandro será velado no Cemitério Parque Campos Santos da Paz, em Campina Grande. O sepultamento acontecerá às 17h deste sábado.

 

Ivandro Cunha Lima foi advogado e tabelião. A carreira política dele começou ainda nos movimentos estudantis. No ano de 1974, ele foi eleito suplente de senador e assumiu o mandato em 1977.

Já em 1982, quando terminou o mandato de senador, Ivandro iniciou sua campanha para a Câmara Federal, desistindo durante a campanha. Em 1994, Ivandro se reelegeu e ocupou novamente uma vaga no Senado.

 

Ivandro era avô do atual prefeito da cidade, Bruno Cunha Lima, e tio do ex governador Cássio Cunha Lima. Um dos filhos do ex-senador, Ivandro Cunha Lima Filho, morreu em abril durante o tratamento de sequelas da Covid-19.

Ivandro Cunha Lima foi advogado e tabelião. A carreira política dele começou ainda nos movimentos estudantis. No ano de 1974, ele foi eleito suplente de senador e assumiu o mandato em 1977.

 

Já em 1982, quando terminou o mandato de senador, Ivandro iniciou sua campanha para a Câmara Federal, desistindo durante a campanha. Em 1994, Ivandro se reelegeu e ocupou novamente uma vaga no Senado.

 

Severino Lopes

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe