O projeto do deputado estadual Chió (Rede) que prevê a proibição do manuseio, da queima e da soltura de fotos em eventos realizados com animais ou próximos a áreas que tenham bichos, desembarcou na Assembleia Legislativa da Paraíba essa semana e já começa a gerar polêmica. Isso porque a proposta abrange vaquejadas e até cavalgadas.

Segundo Chió, os seres humanos devem compreender que não estão sozinhos no mundo planeta, e também precisam respeitar os animais.

“Os animais têm uma sensibilidade auditiva muito forte e é preciso que nós, seres humanos, diga a sociedade que não estamos sozinhos nesse planeta e precisa respeitar a questão dos animais. Em eventos como esses, inclusive, alguns animais se espantam e provocam acidentes, é muito problemático isso, e para evitar problemas a gente teve essa iniciativa”, justificou.

O projeto, inclusive, prevê uma multa que varia de 500 a 2000 UFIR (Unidade Fiscal de Referência) para quem descumprir a proibição.

Para o deputado estadual Doda de Tião (PTB), que é ligado ao movimento das vaquejadas, a proposta do colega é inócua, já que não é comprovado que cavalos ou animais de vaquejada sofram com audição sensível. Esse estudo abrange apenas a raça canina. Ele lembrou, inclusive, que na Paraíba, através de um projeto de sua autoria, a vaquejada agora é considerada um esporte.

“Eu sou contra esse projeto, uma que o cavalo não é tão sensível assim ao som, quem é sensível ao som são os cachorros, em vaquejada não tem cachorro. Eu sou contra. Eu acho que tem mais coisa importante pra gente ver do que esse projeto aí”, disse.

E continuou: “Tem um projeto nosso que torna a vaquejada como esporte na Paraíba. Foi o segundo estado que conseguiu esse título e acho que não precisa dessa lei para vaquejada ou para cavalgada. O animal que é sensível a som é o cachorro”.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião – Covid-19 confirma as mazelas da nossa sociedade. A pior: a economia é prioridade sobre a vida

Lamentável a constatação de que, em meio a uma pandemia, aqui no Brasil, império de uma ignorância crônica, o interesse econômico dos bilionários está acima da vida humana. Pouco, ou…

Efraim diz que rompimento do DEM com Bolsonaro não foi discutido pelo partido

Essa semana, após as últimas declarações do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido, sobre o coronavírus, principalmente o polêmico pronunciamento em que ele desconsidera a gravidade do avanço do…