Na tarde desta quarta-feira (11) a Procuradoria Geral Eleitoral pediu pela inelegibilidade do ex-governador Ricardo Coutinho no recurso impetrado pelo Ministério Público Eleitoral.

O MPE se colocou contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) que o inocentou o ex-governador do crime de abuso de poder político e econômico no caso que ficou conhecido como Aije do Empreender.

De acordo com o MPE, “restou comprovado que o então candidato à reeleição utilizou, em proveito de sua candidatura o programa EMPREENDER-PB, concedendo créditos a pessoa físicas e jurídicas sem efetivo controle ou respeito a critérios estritamente objetivos, situação que se agravou no ano de 2014”.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Apenas um deputado da PB votou contra o adiamento das eleições municipais para novembro

A Câmara aprovou ontem (1º) a proposta de emenda à Constituição que adia de outubro para 15 e 29 de novembro a realização do primeiro e do segundo turno das…

Romero admite cancelar o São João 2020: “Vamos privilegiar a vida e não a festa”

Em entrevista ontem (30), por meio das redes sociais ao canal “Sem Filtro”, no YouTube o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues, admitiu pela primeira vez a possibilidade do cancelamento…