Diferente dos últimos 14 anos, os bancários de todo o Brasil bateram o martelo e decidiram que não irão entrar em greve neste ano de 2017. Na Paraíba, não será diferente.

O Sindicato comemorou o reajuste real, apesar de pequeno, em meio à crise por que passa o país e destacou que durante esse período tradicional de greve a categoria fará uma campanha pela contratação e melhor atendimento nas agências bancárias de João Pessoa.

Segundo o presidente do Sindicato da categoria na Paraíba, Marcelo Alves, em entrevista à rádio CBN João Pessoa, na manhã desta segunda-feira (25), explicou que a paralisação não vai ocorrer por conta de um acordo feito com os banqueiros e que beneficiou a categoria, mesmo com o país passando por uma grave crise econômica.

“Na verdade a greve tem gerado transtorno não só para os bancários, mas também para a população em geral e aí no último ano, em 2016, depois de 31 dias em greve, nós conseguimos fazer uma negociação de dois anos. Embora não alcançamos o nosso reajuste real, mas tivemos um reajuste e um abono num cenário de uma inflação de 10%. Para esse ano o cenário é de deflação. Esse período de agosto a setembro a inflação ficou em torno de 1,7%, ou seja, o país está passando por uma recessão grande, desemprego grande, e nós tivemos um aumento real e isso aí nós estamos valorizando, porque diferente de outras categorias, nós conquistamos um aumento real e agora faremos uma campanha pela contratação e melhor atendimento nas agências bancárias de João Pessoa”, ressaltou.

OUÇA A ENTREVISTA À RÁDIO CBN

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPPB quer apurar suspeita de superfaturamento na Prefeitura de Conde

A prefeita do Conde, Márcia Lucena (PSB), poderá ter que enfrentar uma nova investigação, além da Operação Calvário, realizada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB). O órgão abriu um novo…

“Faz parte do processo democrático”, diz coordenador do Gaeco sobre liberdade de RC

O promotor Octávio Paulo Neto, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na Paraíba, comentou a recente decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que…