Ao analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 431/2018) em análise na Câmara dos Deputados que visa garantir uma redução de aproximadamente 23,19% do número de deputados federais; de 33,33% do número de senadores da República o professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e cientista político, Lúcio Flávio, disse que no país, o sistema político é representativo e que não temos uma democracia direta, em que o cidadão participa diretamente das decisões governamentais.

 

Vendo essa realidade Lúcio diz que a quantidade de parlamentares é o que menos importa para a população, tendo em vista que a cada quatro anos o brasileiro vai às urnas para eleger parlamentares que irão nos representar na Assembleia Legislativa, na Câmara Federal e no Senado da República. Para ele o fundamental seria uma ampla reforma política.

 

“Nós temos 3 senadores, 12 deputados federais e 36 deputados estaduais que pouco trabalham, pois só há sessões terça, quarta e quinta, quando há sessões. A redução do número de parlamentares, além de uma profunda reforma que ampliasse a participação política da população, seria ai sim o caminho para uma diminuição das despesas, como também dinamizaria os trabalhos. Quantos menos políticos profissionais e menos partidos, mais democracia e economia”, avaliou.

 

 

Redação

 

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PCdoB paquera ‘passe’ de João Azevêdo e já prepara formalização de convite de filiação

O PCdoB entrou no roll dos partidos que estão interessados na filiação do governador João Azevêdo (PSB) caso o gestor oficialize a desfiliação da legenda. Segundo o deputado estadual Inácio…

Decisão de deixar liderança do PSB na CMJP é irreversível, diz Bezerra

O vereador e agora ex-líder do PSB na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Léo Bezerra, declarou durante entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, na tarde desta…