Já está na 2ª Vara da Fazenda em João Pessoa ação popular pedindo a imediata anulação da votação que resultou na reeleição antecipada do presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba, deputado Arthur Cunha Lima (PSDB).

A ação, que corre sob o número 20020090095668 , foi protocolada pelo ex-deputado Pastor Fausto Oliveira e Edir Mendonça. Além de Arthur Cunha Lima, ele cita toda a mesa diretora eleita para o biênio 200/2010.

O advogado Abelardo Neto, da Arthur Cunha Lima (PSDB), declarou que a antencipação foi legitimada com base no Regimento Interno, em precedentes da própria Casa, bem como em decisões do Supremo Tribunal Federal. “A eleição da atual Mesa Diretora e de Arthur Cunha Lima com presidente da Assembléia está amparada legal, material e formalmente”, declarou o advogado.

A antecipação da eleição ocorreu no início de 2008. Na época, os dpeutados da oposição ao então governador Cássio Cunha Lima (PSDB) alegaram manobra par garantir o comando do Poder Legislativo em caso de cassação do tucano do governo.

Além de Arthur, foram citados Antônio Mineral (PSDB), Branco Mendes (DEM), DInaldo Wanderley (PSDB), Dunga Júnior (PTB), Fabiano Lucena (PSDB), Jacó Maciel (PDT), João Henrique (DEM), Lindolfo Pires (DEM), Manoel Ludgério (PDT), Ricardo Marcelo (PSDB), SOcorro Marques (PPS) e Zenóbio Toscano (PSDB), todos integrantes da Mesa DIretora.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

STF determina liberdade de prefeito que guardou propina da cueca, na Paraíba

A decisão foi do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), e resultou na libertação do prefeito afastado de Uiraúna, João Bosco Fernandes (PSDB), Bosco foi preso no…

Eleições 2020: após derrotas na majoritária, PSOL mira proporcional em JP

Após sucessivas derrotas nas disputas majoritárias, tanto no âmbito municipal, quanto no âmbito estadual, o PSOL na Paraíba vai apostar o nome da sua principal estrela, o  presidente da executiva…