O deputado Frei Anastácio revelou que um parente seu, morador do estado de São Paulo, morreu vítima da Covid-19.

“Só sabe o que é essa doença, quem já perdeu alguém. Eu perdi uma pessoa da família, em São Paulo. Um homem saudável de 49 anos de idade, que contraiu o vírus e morreu em poucos dias. A nossa família não pôde nem fazer velório. Não pôde, sequer, realizar uma despedida para o ente querido. Portanto, isso que Bolsonaro está propondo de contaminar 70% da população é uma proposta genocida”, disse o parlamentar.

Ainda de acordo com o parlamentar milhões de pessoas poderão perder a vida.

“Setenta por cento da população brasileira, segundo o senso do IBGE, representam mais de 147 milhões de habitantes. Repito: mais de 147 milhões de pessoas. Se levarmos em consideração que a letalidade do vírus no Brasil é de 8%, Bolsonaro estaria levando para o risco de morte, quase 12 milhões de pessoas. Isso mesmo: quase 12 milhões de pessoas poderiam morrer contaminadas, a partir dessa ideia de contaminação citada pelo presidente em várias ocasiões”, concluiu.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do TRE/PB avisa que Corte está preparada para realizar pleito esse ano

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, José Ricardo Porto, endossou, nesta terça-feira (26) a tese defendida pelo novo ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Alberto Barroso sobre a…

Romero anuncia pagamento dos salários dos servidores a partir de amanhã

Por meio e Live nas suas redes sociais o prefeito Romero Rodrigues anunciou que o pagamento relativo ao mês de maio, dos servidores municipais de Campina Grande será realizada a…