Por pbagora.com.br

Apesar de em março deste ano, o ex-senador Cícero Lucena (PP), pré-candidato a prefeito de João Pessoa, ter defendido o adiamento das eleições municipais deste ano, o ex-tucano disse em entrevista ontem (08), na capital que é favorável ao fim do isolamento social e a reabertura do comércio. Inclusive Cícero disse que isso deveria ter ocorrido desde o início da pandemia.

Em março, Lucena dizia que por conta de toda a crise causada pelo coronavírus não só no Brasil e na Paraíba, mas no mundo inteiro, defendia que as eleições municipais deste ano fossem adiadas. De acordo com o político, o momento agora seria solidariedade e não de disputa política.

“Já dei opinião a alguns parlamentares daqui da Paraíba, e aqueles que eu tive oportunidade aqui do Brasil, para que aproveite esses recursos, não só os R$ 2 bilhões do fundo partidário, outros possíveis dois bilhões que serão gastos no dia da eleição, mas os custos da Justiça Eleitoral para preparar essas eleições. Pegar todo esse recurso e voltar para, exatamente, a solidariedade, o tratamento eficiente na área de saúde para o que estamos vivendo. Acredito que as pessoas têm que tirar suas vaidades, seus desejos, seus sonhos. Eu acho que chegou a hora de o povo se unir e cobrar da classe política como um todo para que possamos fazer a coincidência da eleição de prefeito e vereador só para daqui a dois anos”, disse à época.

A informação foi dada em entrevista exclusiva ao jornalista Clilson Júnior para o programa Arapuan Verdade, do Sistema Arapuan. Ouça:

https://soundcloud.com/user-802553228/whatsapp-audio-2020-03-24-at-12-mp3cutnet

Já ontem (08), Cicero defendeu o fim do isolamento social e a reabertura do comércio. E afirmou, que tudo deveria estar “funcionando desde o início da pandemia, com a utilização de protocolos de segurança”.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Não trabalho com a possibilidade de insucesso”, diz Anísio sobre candidatura

A anulação parcial da convenção do PT de João Pessoa tem por base o artigo 159 do Estatuto do partido: “Se a Convenção partidária se opuser, na deliberação sobre coligações,…

Opinião: três suplentes, dois ‘sortudos’; mesma pretensão, mas não a mesma sorte entre os que miram o tapete azul

A posse de dois suplentes no Senado Federal em uma única semana, com o gesto de desprendimento dos novatos Veneziano Vital do Rêgo (PSB), que abriu vaga para o empresário…