Por pbagora.com.br

Na noite dessa quinta-feira (04), o governador da Paraíba João Azevêdo, juntamente com outros 13 chefes de Executivo estadual, encaminharam ao presidente da República Jair Bolsonaro, uma carta pedindo adoção de medidas urgentes no combate a pandemia do novo coronavírus.

O documento, de acordo com os gestores, é um apelo para o governo federal tome medidas no intuito de evitar um possível colapso financeiro nos estados mediante ao endividamento do entes por causa dos altos investimentos feito na contratação de profissionais e aquisição de insumos no combate à covid-19.

Na carta, os gestores pedem sobretudo a aquisição de novas doses de vacina e mais recursos.

“Os entes federados estão no limite de suas forças e possibilidades. Nos últimos meses, instalaram milhares de novas vagas em Unidades de Terapia Intensiva, contrataram profissionais de saúde de diversas áreas e viabilizaram a compra de equipamentos por meio de estratégias claras de comunicação. Esse conjunto de ações, ainda que indispensável, demonstra estar próximo do exaurimento. Ninguém discorda de que, nas próximas semanas, talvez meses, a pandemia seguirá ceifando vidas, ameaçando, desafiando e entristecendo todos nós”, diz trecho da carta.

PB Agora

Notícias relacionadas

Ao lado de Aguinaldo, prefeito pede a ministro recursos para Saúde de São José de Espinharas

Neste sábado (17) o Prefeito de São José de Espinharas, Netto Gomes (Progressistas), participou juntamente com o deputado federal e líder da Maioria no Congresso, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) da visita…

Mesmo sob novo comando, CMCG é criticada por ‘dormir nas suas atribuições’

A mudança de comando na presidência da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) em nada alterou o andamento do trabalho legislativo. Pelo menos é essa a percepção do vereador Olímpio Oliveira…