Por pbagora.com.br

Foi aprovada na tarde de ontem (12) a criação do programa PB Saúde, proposta do Governo do Estado de que a gestão das unidades de saúde paraibanas fique sob total responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES). A decisão foi tomada durante uma sessão extraordinária, realizada pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), um dos votos favoráveis foi da deputada de oposição Jane Panta (PP), esposa do atual prefeito de Emerson Panta (PSDB) que faz oposição ao governador João Azevêdo.

“Eu não posso deixar de pensar nas pessoas. Meu telefone tem inúmeras ligações de colegas que estão sem receber. Médico que está, que dá plantão não tem como ter outro meio de vida. Médicos que estão ali trabalhando estão com escolas dos filhos atrasados. Que existem erros, existem. Existem várias coisas que precisam ser apuradas, mas o povo não tem culpa. O povo está sofrendo com isso. Eu não posso votar contra aquelas pessoas que estão dentro dos hospitais esperando que se consiga prótese, que se compre um medicamento. Não é questão que a oposição se separou ou que se vendeu. Ninguém aqui está à venda, principalmente Doutora Jane, Galego Sousa e Cláudio Régis. Nós estamos defendendo quem hoje está precisando”, afirmou Jane Panta ao justificar seu voto favorável ao projeto da Fundação PB Sáude.

O projeto foi aprovado pelos deputados estaduais que representam a Paraíba, com 19 votos favoráveis, seis contrários e uma abstenção de voto.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim Filho: consenso é mudar sistema tributário

Líder defende período de transição entre modelo atual e o que está por vir Líder do Democratas na Câmara, Efraim Filho (PB) considera que já existe um consenso de que…

“Esquerda pode ficar fora do 2º turno em JP” analisa Jackson ao propor aliança inusitada

O Partido dos Trabalhadores (PT), propôs uma aliança inusitada visando as eleições municipais deste ano na Capital paraibana. A sigla no intuito de unir forças de esquerda defendeu marchar junto…